• Professor desarma e abraça estudante em escola nos EUA e evita tragédia
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Professor desarma e abraça estudante em escola nos EUA e evita tragédia

    Professor de 27 anos desarmou o jovem, entregou arma a outro professor e abraçou o estudante.

  • Vídeo mostra queda de avião em BH; assista
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Vídeo mostra queda de avião em BH; assista

    Três pessoas morreram na queda e outras três pessoas ficaram gravemente feridas.

  • Criança de 8 anos morre após cair do 18º andar de prédio
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Criança de 8 anos morre após cair do 18º andar de prédio

    O pai dela trabalha na construção do prédio, e levou a família para ver a obra

  • Harry e Meghan falam de seus problemas como membros da família real
    Notícias
    AFP

    Harry e Meghan falam de seus problemas como membros da família real

    O príncipe Harry e sua esposa, Meghan, falaram abertamente na televisão sobre os problemas que atravessam como membros da família real britânica, desde o distanciamento com William até a dura pressão a que se sentem submetidos pela imprensa.

  • 'Nem Lula conseguiu', diz Bolsonaro sobre aumentar exportação de cachaça
    Notícias
    Yahoo Notícias

    'Nem Lula conseguiu', diz Bolsonaro sobre aumentar exportação de cachaça

    Bolsonaro teria dito aos auxiliares que procuraria um “podrão” para jantar no país

  • Avião cai em Belo Horizonte e deixa ao menos três mortos
    Notícias
    Folhapress

    Avião cai em Belo Horizonte e deixa ao menos três mortos

    BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - Um avião de pequeno porte caiu sobre carros em uma rua do bairro Caiçara, em Belo Horizonte, na manhã desta segunda-feira (21). O local da queda fica nas proximidades do aeroporto Carlos Prates. Até o momento, o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais confirmou três mortos e três feridos no acidente aéreo. Segundo o coronel Erlon Dias do Nascimento Botelho, subcomandante do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, o avião tinha quatro ocupantes. Entre os três mortos, um deles seria ocupante do avião, outro estava em um veículo atingido e outro era, provavelmente, um pedestre. Os três sobreviventes, segundo Botelho, possivelmente estavam dentro da aeronave. A aeronave era um Cirrus modelo 20, que teria vindo de outra cidade e partido do aeroporto Carlos Prates com destino a Ilhéus (BA), a 1.135 km de Belo Horizonte, segundo plano de voo repassado pela Infraero (estatal que controla os aeroportos brasileiros). O aeroporto fica a 7 km do centro da capital mineira e é usado especialmente para escolas de aviação, aviação desportiva, construção de aeronaves e aeronaves de pequeno porte. Com início das atividades em 1944, segundo o site da prefeitura de Belo Horizonte, o Carlos Prates foi criado para atender ao Aeroclube do Estado de Minas Gerais, voltado para formação de quadros da aviação civil e da militar. GRATIDÃO POR ESTAR VIVA, DIZ ADVOGADA A advogada Zélia Paiva, 68, estava na cozinha de casa, preparando o café da manhã quando ouviu um estrondo. Ela começou procurar a chave para sair de casa, onde estavam ainda o marido e a secretaria do lar. “Sensação é de gratidão a Deus por estar viva, e triste pelas pessoas que perderam a vida. Tem que ser feito um estudo amplo sobre [essa situação], porque o aeroporto é no meio das casas”, diz ela. Zélia contou que já teve medo com o acidente que ocorreu na mesma rua, em abril. Ela ficou sem energia elétrica por dois dias. Os moradores começaram a organizar um grupo de WhatsApp após o acidente para cobrar providências, mas ela não conseguiu entrar porque lotou. A professora Dardânia Oliveira, 32, estava no terceiro andar da academia onde dá aulas quando viu o paraquedas do avião abrindo e ele se aproximando. O carro dela, um Etios, que estava estacionado em frente ao prédio, foi um dos queimados pelas chamas. “Se tivesse chegado fogo no prédio, poderia ter matado todo mundo. Porque o piso é todo de borracha”, conta ela. “Perdi tudo que estava no carro, documentos, notebook e mercadorias que meus pais vendem”. Uma aluna dela, que estava descendo de um Logan, do outro lado da rua, no momento da queda, conseguiu escapar pela porta do passageiro. Ela foi para o hospital em estado de choque. Em abril deste ano, outro avião de pequeno porte caiu no mesmo bairro. A aeronave ficou destruída pelo fogo e, segundo os bombeiros, foi encontrado um corpo, carbonizado. O bairro Caiçara é um polo comercial da capital mineira, conhecido pelo Espigão (apelido do alto Edifício Jardim Caiçara) e pelo Shopping Del Rey.

  • Amante destituída
    AFP

    Amante destituída

    O rei da Tailândia, Maha Vajiralongkorn, destituiu de todos os títulos sua consorte real de 34 anos, Sineenat Wongvajirapakdi. Ela foi acusada de quebrar um código de conduta por ocupar o lugar da rainha, menos de três meses depois de ter sido oficializada no posto.

  • Salles x ONGs: petróleo em praias nordestinas intensifica conflito
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Salles x ONGs: petróleo em praias nordestinas intensifica conflito

    Em meio a desastre ambiental, ministro do Meio Ambiente criticou ONG e bateu boca com deputada da oposição

  • Notícias
    Folhapress

    Lula aguarda STF e já faz plano de caravanas pelo país caso deixe a prisão neste ano

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem dito a aliados que, na hipótese de deixar a prisão em breve, pretende rodar o Brasil e assumir o papel do que tem chamado de "fio condutor da pacificação nacional". A expectativa pela liberdade ocorre no momento em que o STF (Supremo Tribunal Federal) inicia o julgamento sobre a constitucionalidade da prisão de condenados em segunda instância, e a Segunda Turma da corte se prepara para retomar a discussão sobre a alegada suspeição do ex-juiz Sergio Moro, que pode levar à anulação da condenação do petista no caso do tríplex de Guarujá. Em conversas recentes na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, Lula tem adotado o discurso de que é preciso trabalhar pela unidade nacional e dar um basta ao clima de beligerância que se acentuou no país desde a eleição de 2018. "Lula em liberdade é um agente político importante e vai ter, obviamente, um papel relevante não só para o PT mas também para o Brasil", disse a presidente da sigla, deputada Gleisi Hoffmann (PR). "O povo brasileiro tem confiança no Lula -principalmente o povo pobre- e isso dá a ele condições de ter uma atuação política de enfrentamento mais sistemático a tudo que está acontecendo e à destruição a que o país está sendo submetido", afirmou.  Embora Lula possa ser beneficiado ao final do julgamento no STF das ações que discutem se é constitucional prender condenados antes de esgotados todos os recursos, o ex-presidente aposta que o Supremo vai referendar a tese de falta de imparcialidade de Moro, hoje ministro da Justiça, na condução do processo do tríplex. Nesse caso, a sentença pode ser anulada e o caso voltaria aos estágios iniciais.  Com isso, Lula sairia da cadeia e também teria de volta os seus direitos políticos, cassados após a condenação em segunda instância, enquadrado na Lei da Ficha Limpa. Nesse cenário, dizem aliados do petista, está a eleição presidencial de 2022. A avaliação é a de que, hoje, só Lula tem força para derrotar Bolsonaro e a direita na disputa ao Planalto. Mas uma eventual candidatura de Lula em 2022 só ocorreria se até lá o petista não tiver nenhuma condenação em segunda instância -barreira criada pela Lei de Ficha Limpa. O caso do sítio de Atibaia, por exemplo, no qual o petista já foi condenado em primeira instância, deve ser julgado nos próximos meses pelo TRF (Tribunal Regional Federal). Segundo pessoas próximas a Lula, a expectativa eleitoral também pesa no discurso de que não troca sua dignidade por sua liberdade, além do argumento de que se trata, na visão do petista, de um processo ilegítimo conduzido por um juiz supostamente parcial. Na sexta (18), a defesa do petista disse à Justiça que Lula não aceita o pedido de progressão para o regime semiaberto, feito pela Procuradoria. O caso está nas mãos da juíza Carolina Lebbos, responsável pela execução penal do ex-presidente. Lula abre mão do semiaberto porque não quer ficar imobilizado em uma cidade, como Curitiba, ter de voltar à PF todas as noites para dormir e ainda usar tornozeleira eletrônica, por exemplo. Os petistas mais pragmáticos afirmam que, caso Lula deixe a prisão mas não consiga aval para andar pelo Brasil, o novo abrigo -possivelmente seu apartamento em São Bernardo do Campo- será transformado em uma espécie de "centro de peregrinação". A ideia, porém, é rejeitada por Lula, que tem dito que não planeja transformar sua casa em uma nova prisão.  Segundo aliados, o petista almeja percorrer o país em condição de liberdade plena  para poder ter legitimidade de questionar as ações do governo Bolsonaro e se apresentar como líder de um movimento capaz de fazer frente "à destruição que está aí". "O povo está num sofrimento imenso. E quem andava o Brasil? Quem pisava no chão que o povo pisa? Hoje não temos uma liderança que faça isso. Quem sempre fez isso foi Lula -antes de ser presidente, durante o mandato e depois", disse Gleisi.  Em caravana, Lula pretende disseminar a ideia de que ele e o PT têm um projeto capaz, nas palavras dos petistas, de "salvar" o Brasil. O discurso será amparado em um plano elaborado pelo PT. Chamada de "Plano Emergencial de Emprego e Renda", a proposta apresenta nove diretrizes que prometem gerar 7 milhões de empregos a curto e médio prazo. "O brasileiro sente a crise econômica na pele e no bolso. A pobreza voltou a assombrar, e o Brasil está voltando ao mapa da fome. Gás, gasolina e álcool cada vez mais caros e o desemprego batendo recorde. Enquanto o povo paga a conta da crise, o governo corta investimento em educação, em saúde e acaba com a sua aposentadoria. Tira dos mais pobres para entregar aos mais ricos", diz o plano. A fala direcionada aos mais pobres, avaliam petistas, está atrelada à trajetória de Lula e tem potencial de reposicioná-lo no cenário político, após uma eventual saída da prisão.  O aumento da desigualdade no Brasil em 2018, apontado pelo IBGE, corrobora o discurso que Lula pretende levar em uma eventual andança pelo país, avaliam petistas.  A pesquisa divulgada na quarta-feira (16) mostrou que, de toda a renda do país, 40% estão concentrados nas mãos de 10% da população, e que a renda dos mais pobres caiu mais de 3% e a dos mais ricos aumentou mais de 8%.  Na avaliação interna do PT, os dados atuais dão mais respaldo ao discurso de que na época do petista era diferente. As caravanas de Lula pelo país ainda não são discutidas de forma oficial pelo PT, mas os dirigentes admitem que há a expectativa de que ele possa começar a percorrer o Brasil o quanto antes e seja peça fundamental para as eleições municipais de 2020.  Por enquanto, Lula já fez alguns pedidos aos correligionários. Assim que sair da prisão, ele quer um ato no acampamento montado pela militância na frente da PF e depois vai visitar os ex-tesoureiros do PT João Vaccari Neto e Delúbio Soares, que dão expediente na sede da CUT do Paraná. Só depois ele iria para São Paulo, ser recebido com festa.

  • Em 1h, centenas de pássaros morrem após se chocarem contra vidro
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Em 1h, centenas de pássaros morrem após se chocarem contra vidro

    Comunidade científica pede que a direção do prédio desligue as luzes à noite durante o período de migração

  • Escola obriga alunos a fazerem prova com caixa de papelão na cabeça
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Escola obriga alunos a fazerem prova com caixa de papelão na cabeça

    Administrador do colégio diz que medida contra colas foi 'experimental'

  • Homem fantasiado de membro da Ku Klux Klan em festa no DF gera revolta
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Homem fantasiado de membro da Ku Klux Klan em festa no DF gera revolta

    Academia responsável pela festa disse ser “uma empresa a favor da diversidade em toda sua pluralidade” e contra “qualquer espécie de preconceito

  • Notícias
    Folhapress

    No Vaticano, padre sinodal sugere que Igreja Católica reveja uso do ouro

    ROMA, ITÁLIA (FOLHAPRESS) - Radicado há 15 anos no Brasil, o padre italiano Dario Bossi defendeu nesta segunda-feira (21) que a Igreja Católica reveja o tradicional uso do ouro em seus objetos sagrados. “Seria um sinal muito forte se a igreja evitasse o ouro em suas liturgias e cerimônias”, afirmou Bossi, 47, durante entrevista coletiva no Vaticano com participantes do Sínodo da Amazônia. “O uso sóbrio dos símbolos religiosos é uma chamada para a nossa igreja”. A declaração de Bossi foi em resposta a uma pergunta do padre jesuíta norte-americano Thomas Reese, colunista da publicação National Catholic Reporter. Ele afirmou que, apesar dos problemas associados à extração de diamante e ouro, ambos continuam sendo usados pela igreja no “sacramento do matrimônio” e em adornos sagrados. Ao defender a revisão do emprego do ouro pela igreja e pela sociedade em geral, Bossi afirmou que apenas 10% do metal é usado em processos úteis. “O resto fica armazenado ou é usado para joalheria.” De acordo com o World Gold Council (Conselho Mundial do Ouro), 52% da demanda mundial vem da indústria joalheira. Em segundo lugar, aparece a produção de barras e moedas, com 27%. O emprego em tecnologia vem em seguida, com 9%. O cálculo foi feito sobre o destino da produção entre 2008 e 2017. No Brasil, o missionário comboniano é membro da Rede Igrejas e Mineração e da Comissão Especial da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) para a Mineração. Em Roma, está como padre sinodal (com direito a voto) e representa “todas as vítimas do extrativismo predatório”, como declarou em entrevista recente à Rádio Vaticano. Durante a coletiva, Bossi, que morou por 11 anos em Açailândia (MA) e hoje está radicado em São Paulo, criticou duramente a atuação da Vale na Amazônia e em Minas Gerais, além do garimpo ilegal de ouro. “Ninguém mais suporta esse sistema na Amazônia.” A Rede Igrejas e Mineração foi criada em 2015. De caráter ecumênico e com atuação em toda a América Latina, tem presença no Brasil, na Colômbia e no Equador, entre outros países. Atualmente, a iniciativa prepara uma campanha de desinvestimento da mineração. “É uma rede que tenta acompanhar as comunidades de fé atingidas por atividades mineiras e, a partir da espiritualidade, tenta fortalecer a resistência, dar visibilidade às denúncias e sensibilizar as instituições religiosas com respeito à necessidade de defesa dessas comunidades”, diz o religioso. A Comissão Especial da CNBB para a Mineração e a Ecologia Integral, explica Bossi, foi criada no mês passado. Sua missão é auxiliar bispos e dioceses sobre o papel da igreja com relação aos impactos da atividade dentro do Brasil. ENTENDA O SÍNODO O que é sínodo O Sínodo dos Bispos é uma reunião episcopal de especialistas. Convocado e presidido pelo papa, discute temas gerais da Igreja Católica (como juventude, em 2018), extraordinários (considerados urgentes) e especiais (sobre uma região). Instituído em 1965, acontece neste ano pela 16ª vez. Especial Amazônia Anunciado em 2017 pelo papa Francisco, o Sínodo da Amazônia trata de assuntos comuns aos nove países do bioma, organizados em dois eixos: pastoral católica e ambiental. Depois de meses de escuta da população local, bispos e demais participantes se reúnem entre 6 e 27 de outubro, no Vaticano.   Para que serve O sínodo é um mecanismo de consulta do papa. Os convocados têm a função de debater e de fornecer material para que ele dê diretrizes ao clero, expressas em um documento chamado exortação apostólica. As últimas duas exortações pós-sinodais foram publicadas cerca de cinco meses depois de cada assembleia. Quem participa O Sínodo da Amazônia reúne 185 padres sinodais (como são chamados os bispos participantes), sendo 57 brasileiros. Além dos bispos da região, há convidados de outros países e de congregações religiosas. Também participam líderes de outras comunidades cristãs, da população e especialistas -no total, há 35 mulheres. O papa costuma presidir todas as sessões. Principais polêmicas Este sínodo tem recebido críticas do governo brasileiro, incomodado com o viés ambiental e pressionado pela situação na Amazônia, e da ala conservadora da igreja, que vê como inapropriado o debate sobre a ordenação de homens casados como sacerdotes, a criação de ministérios oficiais para mulheres e a incorporação de costumes indígenas em rituais católicos.

  • Presidente sul-coreano aumenta gastos de defesa e faz apelo por negociação com o Norte
    Notícias
    AFP

    Presidente sul-coreano aumenta gastos de defesa e faz apelo por negociação com o Norte

    O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, anunciou nesta terça-feira no Parlamento um aumento dos gastos militares e fez um apelo para que a Coreia do Norte retorne à mesa de diálogo, o que pode irritar Pyongyang.

  • Notícias
    Folhapress

    Mulher que vivia com 320 ratos em carro é denunciada por vizinhos

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma mulher que vivia com 320 ratos dentro de uma SUV foi denunciada por vizinhos e quinta-feira (17) teve que entregar os roedores às autoridades. O carro ficava estacionado nos arredores de San Diego, na Califórnia (Estados Unidos).  De acordo com o jornal San Diego Union Tribune, alguns dos animais viviam em gaiolas, enquanto outros circulavam livremente pela circania, saindo e voltando ao carro. Carla, a dona dos ratos, admitiu que a situação saiu de controle e se desculpou pelos transtornos que causou. A polícia não trata o caso como crueldade animal, já que os animais estavam sendo alimentados e bem tratados pela mulher. O problema ocorreu porque os roedores são animais que se proliferam com rapidez e em grande quantidade. Em situações normais, a gestação de uma ratazana dura 22 dias e pode gerar até 13 filhotes por ninhada. Para agravar a situação, ela pode emprenhar novamente 21 horas após parir.

  • Lotado de mulheres e crianças: saiba como é o campo de presos na Síria onde está brasileira do EI
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Lotado de mulheres e crianças: saiba como é o campo de presos na Síria onde está brasileira do EI

    O campo em que a paraense Karina Ailyn Raiol Barbosa e outras seis brasileiras estão detidas está sob o controle de parte das cerca de 20 mil mulheres que como elas seguiram os combatentes do Estado Islâmico

  • Novo imperador do Japão proclama formalmente sua entronização
    Notícias
    AFP

    Novo imperador do Japão proclama formalmente sua entronização

    O imperador Naruhito do Japão proclamou nesta terça-feira sua entronização durante uma suntuosa cerimônia no palácio imperial de Tóquio, na presença de 2.000 convidados, incluindo chefes de Estado e representantes de 180 países.

  • Corte seus gastos com alimentação pela metade, cozinhando em casa
    Notícias
    HuffPost Brasil

    Corte seus gastos com alimentação pela metade, cozinhando em casa

    Os brasileiros andam comendo fora de casa mais do que nunca

  • Após três dias de distúrbios violentos, Piñera afirma que Chile está em "guerra"
    Notícias
    AFP

    Após três dias de distúrbios violentos, Piñera afirma que Chile está em "guerra"

    O Chile está "em guerra", afirmou no domingo à noite o presidente Sebastián Piñera, depois que o país foi abalado por três dias de manifestações violentas e saques que deixaram sete mortos e quase 1.500 detidos, na crise social mais grave em três décadas.

  • Notícias
    Agência Brasil

    Concessão de loteria da raspadinha será leiloada nesta terça-feira

    Depois de sucessivos adiamentos e dois leilões cancelados por falta de interessados, a Loteria Instantânea Exclusiva (Lotex) será leiloada nesta terça-feira (22). Conhecida como raspadinha, a Lotex atualmente é operada pela Caixa Econômica Federal, que detém o monopólio das loterias no país.O leilão será às 10h. Segundo a Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria do Ministério da Economia (Secap), os envelopes lacrados com as propostas foram entregues na última quinta-feira (17) à B3, antiga Bolsa de Valores de São Paulo.Para conseguir interessados, a Secap e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) flexibilizaram as exigências em relação à tentativa de leilão de maio, que não ocorreu por falta de propostas.O número de parcelas da empresa vencedora foi dobrado de quatro para oito. O tamanho mínimo das empresas foi reduzido. Em vez de faturarem pelo menos R$ 1,2 bilhão com loterias semelhantes, os concorrentes deverão faturar R$ 560 milhões.A concessão da Lotex vale por 15 anos. Segundo o Ministério da Economia, o valor mínimo para a parcela inicial referente à outorga é de R$ 96,9 milhões, com outras sete parcelas fixas a serem pagas anualmente no valor R$ 103 milhões, corrigidas pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).O processo de concessão da Lotex arrasta-se há três anos. Em janeiro de 2016, a loteria foi incluída no Programa Nacional de Desestatização.Em outubro do mesmo ano, o BNDES foi designado o responsável pela execução e acompanhamento do processo. Em junho de 2018, a primeira tentativa de leilão não atraiu concorrentes, seguida de outra tentativa sem sucesso em maio deste ano.

  • Mega-Sena sorteia nesta terça-feira prêmio de R$ 21,5 milhões
    Notícias
    Agência Brasil

    Mega-Sena sorteia nesta terça-feira prêmio de R$ 21,5 milhões

    A Mega-Sena sorteia nesta terça-feira (22) prêmio estimado em R$ 21,5 milhões.As seis dezenas serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.O sorteio é aberto ao público.A Mega Semana da Sorte começa com o sorteio desta terça-feira. Ocorrerão ainda mais dois sorteios: na quinta e no sábado - Marcello Casal Jr./Agência BrasilNesta semana, excepcionalmente, a Mega-Sena terá três sorteios: hoje, na quinta-feira (24) e no sábado (26). É a chamada Mega Semana da Sorte.As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país. O bilhete simples, com seis dezenas marcadas, custa R$ 3,50.

  • Notícias
    Agência Brasil

    Congo vence Copa dos Refugiados 2019

    A equipe do Congo foi a campeã da Copa dos Refugiados 2019. Na disputa que aconteceu ontem (20), no Estádio Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu), o time do Niger foi vencido por 2x0, dando ao Congo o bicampeonato. O primeiro campeonato dos congoleses foi conquistado em 2016. Esta foi a quinta edição do evento realizado pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME), em parceria com a ONG África do Coração. Teve início em 5 de outubro e contou com a participação de 16 equipes. Todos os jogos foram disputados no campo do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP).“O esporte é uma iniciativa de inclusão, integração. Hoje vimos pessoas de diferentes idiomas e culturas utilizando linguagem única, a do futebol. Com o esporte podemos provar que somos contra o racismo, a xenofobia e o preconceito.  São Paulo está dando exemplo de que é possível construir uma cidade multicolorida”, disse o secretário municipal de Esportes e Lazer, Carlos Bezerra Jr.Nas edições anteriores venceram o Haiti (2014), Nigéria (2015), Congo (2016), Nigéria (2017) e Níger (2018).

  • A cor da fé
    AFP

    A cor da fé

    Laranja é o novo preto para as barbas nas ruas da capital Daca em Bangladesh. Mais e mais homens, usando o exemplo do profeta Maomé, usam hena e lançam moda...

  • Notícias
    Agência Brasil

    Eduardo Bolsonaro destitui vice-líderes do PSL na Câmara

    O novo líder da bancada do PSL na Câmara, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (SP) destituiu nesta segunda-feira (21) todos os 12 vice-líderes da legenda. A medida tomada pelo deputado acontece em meio a impasse gerado disputa do cargo de líder da legenda na Câmara.Com a decisão, perderam o posto de vice-líder os seguintes deputados: Felício Laterça (PSL-RJ); Nicoletti (PSL-RR); Daniel Silveira (PSL-RJ); Heitor Freire (PSL-CE); Julian Lemos (PSL-PB); Júnior Bozzella (PSL-SP); Coronel Tadeu (PSL-SP); Nelson Barbudo (PSL-MT); Charlles Evangelista (PSL-MG); Professora Dayane Pimentel (PSL-BA); Nereu Crispim (PSL-RS); Joice Hasselmann (PSL-SP). Na página da Câmara dos Deputados, o partido já aparece sem nenhum parlamentar como vice-líder.  Embora tenha sido confirmado no cargo hoje, a permanência de Eduardo Bolsonaro ainda é questionada por aliados do ex-líder, deputado Delegado Waldir (GO). Duas novas listas são analisadas neste momento pela Secretaria Geral da Mesa da Câmara – uma delas apoia o retorno de Delegado Waldir e a outra tenta garantir a indicação de Eduardo Bolsonaro no cargo. Para garantir a indicação de líder, a lista precisa assegurar apoio de 27 dos 53 deputados do partido. A definição, após conferência de assinaturas, será confirmada pelo presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ).Em vídeo divulgado pelas redes sociais, Delegado Waldir reconhece Eduardo Bolsonaro como líder e afirma que aceita "democraticamente a nova lista". "Vou continuar defendendo todas as prerrogativas do Parlamento. Nós não rasgamos a Constituição e a Constituição prevê que o Executivo não deve interferir no Parlamento", disse o deputado.  LiderançaPelo Regimento Interno da Câmara dos Deputados, para ocupar o cargo de líder é preciso receber o apoio formal de metade dos parlamentares da bancada mais um. Cada partido tem autonomia para fazer a troca de líder quantas vezes quiser. Geralmente, há um rodízio no cargo e os parlamentares costumam ser mantidos por, pelo menos, um ano. Os líderes podem ser definidos por eleição interna da bancada ou por aclamação. Somente os partidos com, pelo menos, cinco integrantes têm direito à liderança.O cargo de líder dá protagonismo aos parlamentares e asseguram prerrogativas como a indicação de membros da bancada que participarão de comissões da Casa. Os líderes partidários orientam a bancada durante as votações no plenário e podem fazer comunicados de liderança em qualquer momento da sessão. O cargo permite ainda que o parlamentar participe dos trabalhos de qualquer comissão (sem direito a voto), mesmo que não seja integrante, mas com o poder de pedir verificação de votação.

  • Notícias
    Agência Brasil

    Passageiros de aéreas querem mais tecnologia para controle da viagem

    Passageiros de companhias aéreas querem, cada vez mais, contar com as facilidades do uso da tecnologia para aprimorar os serviços prestados por essas empresas nos aeroportos.Acesso à internet com Wi-fi a bordo das aeronaves, mais controle sobre a viagem a partir do próprio smartphone e o acompanhamento, em tempo real, da localização da bagagem são as prioridades apontadas por esses passageiros.As informações constam na pesquisa 2019 Global Passenger, publicada pela Associação Internacional de Transportes Aéreos (Iata) na última semana.O uso da biometria para agilizar os processos de embarque e o tempo máximo de 10 minutos para coleta de bagagens e processos de imigração também foram apontados como prioridades.A maioria dos entrevistados disse que gostaria de utilizar mais os smartphones para controlar os procedimentos de viagem, desde a reserva até o despacho de bagagens. Esse item foi apontado como importante por 83% dos entrevistados.Para 39% dos passageiros, o envio de SMS continua sendo a opção de notificação preferida. Os passageiros que preferem receber informações por meio de aplicativos somaram 33%.De acordo com a pesquisa, 53% dos entrevistados disseram que despachariam mais as bagagens se pudessem acompanhar o processo em tempo real. Além disso, 80% dos passageiros disseram não querer esperar mais de três minutos para despachar uma bagagem. Já o percentual de quem não aceitaria esperar mais de 10 minutos para esperar pela bagagem após o desembarque e nos processos de imigração foi de 79%.Entre os entrevistados, 46% disseram que gostariam de rastrear suas malas caso houvesse um serviço de despacho em locais fora do aeroporto.Cerca de 70% dos passageiros disseram estar dispostos a compartilhar informações pessoais de biometria para acelerar os processos, como os de check-in, no aeroporto. O percentual é ainda maior entre os passageiros corporativos, de 76%.O uso do Wi-Fi também foi destacado como importante por 53% de entrevistados. A demanda foi apontada como importante por 71% dos entrevistados da África. Na América Latina esse percentual foi de 68% e no Oriente Médio de 67%. As menores preferências pelo sinal de internet a bordo foram registradas por passageiros da América do Norte, onde apenas 44% apontaram como importante o uso do Wi-Fi a bordo. Na Europa o percentual foi menor ainda, de 44%.