• Professor desarma e abraça estudante em escola nos EUA e evita tragédia
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Professor desarma e abraça estudante em escola nos EUA e evita tragédia

    Professor de 27 anos desarmou o jovem, entregou arma a outro professor e abraçou o estudante.

  • Criança de 8 anos morre após cair do 18º andar de prédio
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Criança de 8 anos morre após cair do 18º andar de prédio

    O pai dela trabalha na construção do prédio, e levou a família para ver a obra

  • Harry e Meghan falam de seus problemas como membros da família real
    Notícias
    AFP

    Harry e Meghan falam de seus problemas como membros da família real

    O príncipe Harry e sua esposa, Meghan, falaram abertamente na televisão sobre os problemas que atravessam como membros da família real britânica, desde o distanciamento com William até a dura pressão a que se sentem submetidos pela imprensa.

  • Em 1h, centenas de pássaros morrem após se chocarem contra vidro
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Em 1h, centenas de pássaros morrem após se chocarem contra vidro

    Comunidade científica pede que a direção do prédio desligue as luzes à noite durante o período de migração

  • Desaparecida em 2016 e procurada pela Interpol, brasileira está presa em campo na Síria como integrante do EI
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Desaparecida em 2016 e procurada pela Interpol, brasileira está presa em campo na Síria como integrante do EI

    A brasileira Karina Ailyn Raiol Barbosa, de 23 anos, está detida como integrante do Estado Islâmico em um campo de prisioneiros controlado pelas milícias curdas no Norte da Síria

  • Com nova lista, Eduardo Bolsonaro é o novo líder do PSL na Câmara
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Com nova lista, Eduardo Bolsonaro é o novo líder do PSL na Câmara

    Ex-líder, deputado Delegado Waldir gravou um vídeo explicando o processo; assista abaixo

  • Avião cai em Belo Horizonte e deixa ao menos três mortos
    Notícias
    Folhapress

    Avião cai em Belo Horizonte e deixa ao menos três mortos

    BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - Um avião de pequeno porte caiu sobre carros em uma rua do bairro Caiçara, em Belo Horizonte, na manhã desta segunda-feira (21). O local da queda fica nas proximidades do aeroporto Carlos Prates. Até o momento, o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais confirmou três mortos e três feridos no acidente aéreo. Segundo o coronel Erlon Dias do Nascimento Botelho, subcomandante do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, o avião tinha quatro ocupantes. Entre os três mortos, um deles seria ocupante do avião, outro estava em um veículo atingido e outro era, provavelmente, um pedestre. Os três sobreviventes, segundo Botelho, possivelmente estavam dentro da aeronave. A aeronave era um Cirrus modelo 20, que teria vindo de outra cidade e partido do aeroporto Carlos Prates com destino a Ilhéus (BA), a 1.135 km de Belo Horizonte, segundo plano de voo repassado pela Infraero (estatal que controla os aeroportos brasileiros). O aeroporto fica a 7 km do centro da capital mineira e é usado especialmente para escolas de aviação, aviação desportiva, construção de aeronaves e aeronaves de pequeno porte. Com início das atividades em 1944, segundo o site da prefeitura de Belo Horizonte, o Carlos Prates foi criado para atender ao Aeroclube do Estado de Minas Gerais, voltado para formação de quadros da aviação civil e da militar. GRATIDÃO POR ESTAR VIVA, DIZ ADVOGADA A advogada Zélia Paiva, 68, estava na cozinha de casa, preparando o café da manhã quando ouviu um estrondo. Ela começou procurar a chave para sair de casa, onde estavam ainda o marido e a secretaria do lar. “Sensação é de gratidão a Deus por estar viva, e triste pelas pessoas que perderam a vida. Tem que ser feito um estudo amplo sobre [essa situação], porque o aeroporto é no meio das casas”, diz ela. Zélia contou que já teve medo com o acidente que ocorreu na mesma rua, em abril. Ela ficou sem energia elétrica por dois dias. Os moradores começaram a organizar um grupo de WhatsApp após o acidente para cobrar providências, mas ela não conseguiu entrar porque lotou. A professora Dardânia Oliveira, 32, estava no terceiro andar da academia onde dá aulas quando viu o paraquedas do avião abrindo e ele se aproximando. O carro dela, um Etios, que estava estacionado em frente ao prédio, foi um dos queimados pelas chamas. “Se tivesse chegado fogo no prédio, poderia ter matado todo mundo. Porque o piso é todo de borracha”, conta ela. “Perdi tudo que estava no carro, documentos, notebook e mercadorias que meus pais vendem”. Uma aluna dela, que estava descendo de um Logan, do outro lado da rua, no momento da queda, conseguiu escapar pela porta do passageiro. Ela foi para o hospital em estado de choque. Em abril deste ano, outro avião de pequeno porte caiu no mesmo bairro. A aeronave ficou destruída pelo fogo e, segundo os bombeiros, foi encontrado um corpo, carbonizado. O bairro Caiçara é um polo comercial da capital mineira, conhecido pelo Espigão (apelido do alto Edifício Jardim Caiçara) e pelo Shopping Del Rey.

  • Delegado Waldir entrega a liderança do PSL a Eduardo Bolsonaro
    Originais do Yahoo

    Delegado Waldir entrega a liderança do PSL a Eduardo Bolsonaro

    O antigo líder gravou um vídeo no qual explica a troca no comando da sigla na Câmara

  • Escola obriga alunos a fazerem prova com caixa de papelão na cabeça
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Escola obriga alunos a fazerem prova com caixa de papelão na cabeça

    Administrador do colégio diz que medida contra colas foi 'experimental'

  • Morre quarto bombeiro ferido em boate do Rio
    Notícias
    Folhapress

    Morre quarto bombeiro ferido em boate do Rio

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O sargento Rafael Magalhães Frauches Alves, do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, morreu na madrugada deste domingo (20) no Hospital Central Aristarcho Pessoa, onde estava internado em estado grave após atuar no combate ao incêndio na boate Quatro por Quatro, no centro do Rio. Outros três bombeiros morreram no incêndio ocorrido na sexta-feira (18): os cabos Klerton Gonçalves de Araújo e José Pereira de Sá Neto e o sargento Geraldo Alves Ribeiro. Os três foram enterrados no sábado (19).  Um quinto bombeiro, o capitão David Mont´Serrat Vieira da Cunha, está internado em estado estável na unidade hospitalar da corporação. Outro bombeiro ferido, o capitão Thiago Agostinho Dias, já recebeu alta hospitalar.  O fogo começou por volta das 11h30 e os prédios do entorno precisaram ser evacuados. O edifício tem quatro andares e fica em uma área comercial movimentada, na rua Buenos Aires.  A corporação vai abrir uma sindicância para apurar as causas das mortes. Em nota, o Corpo de Bombeiros prestou solidariedade aos familiares e amigos das vítimas.  "Nosso pesar e nossa continência a estes militares que morreram cumprindo a valorosa missão que escolheram. Serão lembrados como verdadeiros heróis", afirmou o comandante-geral da corporação, coronel Roberto Robadey Jr.  O governador Wilson Witzel (PSC) lamentou as mortes e decretou luto de três dias no estado. "São heróis que perderam suas vidas cumprindo o seu dever", escreveu. "Ordenei rigorosa apuração dos fatos que resultaram nesta tragédia. Presto solidariedade às famílias das vítimas. Que Deus os receba e abençoe."

  • Corte seus gastos com alimentação pela metade, cozinhando em casa
    Notícias
    HuffPost Brasil

    Corte seus gastos com alimentação pela metade, cozinhando em casa

    Os brasileiros andam comendo fora de casa mais do que nunca

  • Operador de avião que caiu em BH está com 50% do corpo queimado
    Notícias
    Agência Brasil

    Operador de avião que caiu em BH está com 50% do corpo queimado

    Apontado como o atual operador do avião monomotor prefixo PR-ETJ, que caiu em um bairro residencial de Belo Horizonte (MG), hoje (21), o empresário Srrael Campras dos Santos está entre os três feridos em decorrência do acidente.Segundo o contador Agenor Hermógens Canuto Neto, amigo de infância de Santos, o empresário foi socorrido no Hospital João XXIII, estabelecimento público administrado pela Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais.“A família ainda não sabe ao certo o que aconteceu, o que ele estava fazendo, e eu não sei dizer para onde ele estava indo. O que sei é que ele está no bloco cirúrgico, com 50% do corpo queimado”, disse Neto à Agência Brasil.Sem mencionar nomes, a Fundação Hospitalar confirmou que os três homens feridos em decorrência do choque do avião contra o solo estão internados no João XXIII.Além de Santos, um outro paciente está internado no Bloco Cirúrgico e seu quadro é considerado gravíssimo. A terceira vítima encontra-se na unidade de Politraumatismo, com 20% do corpo queimado. Os três feridos sofreram queimaduras de 2º e 3º graus.Acidente com avião matou três pessoas em Belo Horizonte e destruiu carros    (REUTERS/Cristiane Mattos/Direitos Reservados)Segundo o Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), o avião SR20 foi adquirido em julho deste ano. Desde então, Santos aparece como operador [que não é o piloto] da aeronave que, antes, pertencia à empresa Helicon Táxi Ltda Aéreo, sediada em Colombo, no Paraná, e cujos representantes informaram à Agência Brasil que o monomotor estava em condições regulares de uso quando foi negociado. Condições normais de aeronavegabilidadeNo RAB, consta que a aeronave - fabricada em 2007 - estava em condições normais de aeronavegabilidade, embora tenha tido o pedido para realizar serviço de táxi-aéreo negado.O aparelho caiu em uma área residencial do bairro Caiçara, na região Noroeste da capital mineira, perto das 9 horas desta segunda-feira (21). Na queda, atingiu pelo menos três carros, pegando fogo em seguida.Três pessoas morreram: um ocupante do avião; uma pessoa que estava dentro de um dos três veículos atingidos em solo pela aeronave e, possivelmente, um pedestre que passava pelo local no momento do acidente.Vizinha do local onde o avião caiu, no cruzamento das ruas Rosinha Sigaud com Minerva, a cerca de 1,3 quilômetro do Aeroporto Carlos Prates, de onde partiu o monomotor, Célia Abadia Boy contou que ouviu um barulho muito forte, semelhante a uma explosão, e correu para janela. Fogo atinge avião e carros“Da minha casa dá para ver o local onde o avião caiu. A primeira coisa que eu vi foi o avião e carros pegando fogo. E, então, vi pessoas correndo, gritando e uma delas estava em chamas”, narrou Célia, acrescentando que os moradores do bairro Caiçara “vivem com medo, com um pressentimento de que um avião está sempre para cair sobre nossas cabeças, sobre nossas casas”.Este é o segundo acidente do tipo registrado este ano no mesmo bairro. Em abril, um monomotor modelo Socata ST-10 Diplomate caiu sobre a rua Minerva, matando o piloto, o médico Francisco Fabiano Gontijo, 47 anos, e um instrutor de voo.Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou na época, a aeronave estava voando com a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) vencida. Obrigatório, esse documento deve ser renovado anualmente.

  • Circuito vai integrar atrações culturais do centro histórico do Rio
    Notícias
    Agência Brasil

    Circuito vai integrar atrações culturais do centro histórico do Rio

    Para integrar onze museus e centros culturais do entorno da Praça XV, no centro do Rio de Janeiro, foi lançado o circuito Caminhos do Brasil-Memória. O evento ocorreu no Palácio Tiradentes, sede da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e uma das atrações históricas do circuito.O visitante pode retirar o Passaporte Cultural em qualquer equipamento do circuito para ser carimbado ao longo do roteiro, que inclui também o Paço Imperial, o Museu Naval, o Museu da Justiça, o Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (Incaer), o Centro Cultural Correios (CCC), o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), a Casa França-Brasil, a Igreja Santa Cruz dos Militares, o Museu da Imagem e do Som (MIS) e o Museu Histórico Nacional (MHN). Dessas atrações, apenas o MHN normalmente é pago, com ingressos a R$10, mas estará com entrada franca para quem apresentar o passaporte. Prédio da Assembleia Legislativa do Rio é uma das atrações históricas do circuito  (Arquivo/Fernando Frazão/Agência Brasil) O visitante que obtiver o carimbo dos onze museus do circuito terá entrada franca também no Espaço Cultural da Marinha, cujo ingresso custa R$ 12. Ali, ele pode conhecer o Navio-Museu Bauru; o Submarino-Museu Riachuelo; a Nau dos Descobrimentos; o helicóptero Rei dos Mares e o carro de Combate Cascavel. O passaporte com todos os carimbos também garante 50% de desconto no Aquário Marinho do Rio (AquaRio) e desconto aos fins de semana no Edifício Garagem Menezes Côrtes.O subdiretor de Cultura da Alerj, Nelson Freitas, explicou que o objetivo do passaporte é incentivar, além da visitação museológica, o entretenimento aliado à produção de conhecimento visando gerar desenvolvimento econômico e identidade histórica.“A gente pode enriquecer muito a vida das pessoas e tornar o centro um lugar muito interessante de se visitar e conhecer. Convidar as famílias a conhecer os museus e entender um pouco da sua memória histórica e construir esse vínculo permanente de pertencimento, vai ajudar muito na defesa do patrimônio público. Quando a gente tem identidade, a gente gosta, a gente defende”, disse. Olhar específico sobre a históriaAcrescentou que juntos os onze equipamentos guardam quase 500 anos de história, cada um com seu olhar específico. Com o projeto, Freitas acredita que outras parcerias serão firmadas com órgãos públicos para melhorar a oferta de serviços na região durante os fins de semana.“A gente estava ali meio disperso, atuando de forma fragmentada e percebemos que todos ressentiam da ausência de público nos fins de semana. Precisávamos nos integrar melhor com a prefeitura para discutir melhor a prestação de serviços públicos ali, de mobilidade urbana, acessibilidade. Sobretudo segurança. E ali a cadeia produtiva de gastronomia está fechando nos fins de semana”, explicou.Adiantou que a Alerj disponibilizou recursos para o Estado do Rio contratar mais 500 policiais militares pelo Regime Adicional de Serviço (RAS), com parte desse efetivo reforçando a segurança no circuito cultural do Centro Histórico. GastronomiaNelson Freitas adiantou que pretende organizar um festival de arte, literatura e gastronomia envolvendo a região do circuito cultural para comemorar os 130 anos da República, dia 15 de novembro. Porém, os detalhes ainda não foram fechados.Para o ano que vem, Freitas diz que mais quatro equipamentos integrarão o circuito Caminhos do Brasil-Memória Centro Histórico: o Centro Cultural da Saúde; a Santa Casa; o Convento do Carmo, que está sendo reformado e terá um tratamento específico para a função museológica, com biblioteca e bistrô, e o Centro Cultural da Justiça Eleitoral.De acordo com ele, também estão sendo tratadas a criação de circuitos em outros locais, como o Caminhos do Brasil-Memória República, para integrar o Palácio Duque de Caxias, a Central do Brasil, o Arquivo Nacional, o Quartel do Corpo de Bombeiros, o Palácio Itamarty e o Centro Histórico Urca; e o Caminhos do Brasil-Memória Centro Histórico Porto, indo do Museu do Amanhã até o Cais do Valongo. O lançamento do circuito ocorreu no último fim de semana.  Mais informações sobre o projeto no site do Palácio Tiradentes.

  • Cronologia da escalada dos protestos no Chile
    Notícias
    AFP

    Cronologia da escalada dos protestos no Chile

    Manifestações contra o aumento da passagem do metrô em Santiago resultaram em violência na sexta-feira (18), desencadeando vários protestos contra o custo de vida e a desigualdade social, e o envio de milhares de soldados e agentes policiais. Até o momento, 11 mortes foram registradas.

  • Ave brasileira tem 'tanquinho' e recorde de canto mais alto do mundo
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Ave brasileira tem 'tanquinho' e recorde de canto mais alto do mundo

    Araponga-da-amazônia surpreende pesquisadores

  • Você pode ajudar a retirar o óleo que devasta o litoral do Nordeste
    Notícias
    HuffPost Brasil

    Você pode ajudar a retirar o óleo que devasta o litoral do Nordeste

    Ha mais de um mes as praias do Nordeste sofrem com um desastre ambiental semprecedentes cujas consequencias ainda nao e possivel medir

  • Notícias
    Agência Brasil

    Congo vence Copa dos Refugiados 2019

    A equipe do Congo foi a campeã da Copa dos Refugiados 2019. Na disputa que aconteceu ontem (20), no Estádio Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu), o time do Niger foi vencido por 2x0, dando ao Congo o bicampeonato. O primeiro campeonato dos congoleses foi conquistado em 2016. Esta foi a quinta edição do evento realizado pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME), em parceria com a ONG África do Coração. Teve início em 5 de outubro e contou com a participação de 16 equipes. Todos os jogos foram disputados no campo do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP).“O esporte é uma iniciativa de inclusão, integração. Hoje vimos pessoas de diferentes idiomas e culturas utilizando linguagem única, a do futebol. Com o esporte podemos provar que somos contra o racismo, a xenofobia e o preconceito.  São Paulo está dando exemplo de que é possível construir uma cidade multicolorida”, disse o secretário municipal de Esportes e Lazer, Carlos Bezerra Jr.Nas edições anteriores venceram o Haiti (2014), Nigéria (2015), Congo (2016), Nigéria (2017) e Níger (2018).

  • Sequestro relâmpago despenca em SP, mas ainda faz uma vítima por dia
    Notícias
    Folhapress

    Sequestro relâmpago despenca em SP, mas ainda faz uma vítima por dia

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A empresária Maíra Fontana, 38, buscou as duas filhas, uma de 7 e outra de 10 anos, na escola em uma quinta-feira de setembro, no Morumbi, em São Paulo. Às 18h10, guardou as mochilas das meninas no porta-malas do carro, colocou a filha mais nova no banco de trás, ajustou o cinto da mais velha e se preparou para sair. Foi quando ouvi o barulho da porta traseira do veículo abrir novamente. Era um homem. "Demorou para a gente saber o que estava acontecendo. Achei que era algum conhecido, o pai de alguma colega. Aí minha filha que estava no banco de trás gritou. Ele tinha uma arma." O homem queria uma quantia exata: R$ 2.500. Instruiu que fossem a uma agência bancária mais próxima para retirar o dinheiro. Mas era hora do rush. "Levei 40 minutos para chegar, por conta do trânsito", diz Fontana. "Quando eu parei na agência para sacar o dinheiro, ele não deixou eu levar as meninas. Foi o momento de maior angústia e desespero, medo de sair do carro e ele ir embora com elas. Falei: 'Calma, a mamãe vai dar o dinheiro que ele quer'. Eu fui e voltei correndo e, enquanto puxava as meninas com uma mão, dava o dinheiro com a outra." O assaltante fugiu com o carro. Fontana foi a um posto policial perto de onde elas foram deixadas e os policiais conseguiram abordar o carro a um quilômetro de distância. Apesar de recorrentes e traumáticos, esses registros estão em queda em São Paulo, após atingirem recorde em 2013, com 1.411 casos. O recuo foi de 80% em relação ao índice deste ano. Comparado a 2018, os casos neste ano recuaram, até agora, 42%. A análise dos boletins de ocorrência registrados mostra que a maior parte desses crimes acontece à noite --26% do total, entre 20h e 22h. A maioria das vítimas é homem e tem entre 20 e 30 anos. Há registros desses crimes em todas as regiões da capital, inclusive nas áreas pobres, mas a concentração maior é nas zonas sul e oeste, regiões mais ricas e residenciais. O Código Penal prevê, desde 2009, pena de seis a doze anos de prisão, além de multa, para quem comete o crime de sequestro relâmpago. Se houver lesão corporal ou morte, essa pena pode subir para de 16 a 30 anos de reclusão. Para a delegada titular do 89º Distrito Policial, no Morumbi, Roberta Guerra Maransaldi, esses crimes caíram porque houve uma migração para atividades menos arriscadas e mais lucrativas para os bandidos. "O ladrão não vai correr o risco de ficar horas num carro com uma pessoa para sacar R$ 2.000, quando pode ir a um ponto de ônibus às 5h da manhã e roubar, em dois minutos, quatro celulares" Concorda com ela Rafael Alcadipani, especialista em segurança pública e professor da Fundação Getúlio Vargas. "Se você rouba relógio, celular, é mais fácil, e está sujeito a uma pena menor", diz. O pesquisador aventa outros motivos: operações da polícia para desarticular quadrilhas que atuam nesses crimes e maior preparo dos sistemas bancários para identificar saques e operações suspeitas e bloquear o cartão. Além disso, os especialistas apontam também que sistemas de tecnologia usados pelo governo tendem a atrapalhar a fuga desses bandidos. O Detecta, por exemplo, sistema de câmeras inteligentes do governo estadual, identifica em pouco tempo um carro roubado, pela placa, e dispara alertas à polícia. A tecnologia, porém, chegou para os dois lados. Há registros de bandidos que carregam máquinas de crédito e débito, de modo que nem sequer precisam levar as vítimas a uma agência bancária. Mas o método ainda é raro, diz a delegada Maransaldi, e não tem muito futuro, porque é possível rastrear quem recebe o pagamento. Há empresas que pedem apenas um CPF para vender a maquininha, o que se pode forjar, mas ainda há como rastrear para onde o dinheiro vai. A maior parte das vítimas desse tipo de crime são abordadas quando está de carro. Maransaldi recomenda que motoristas não se alonguem nas chegadas e saídas e não percam tempo mexendo no celular dentro do veículo. Também recomenda que pelo menos um amigo ou familiar conheça seus trajetos e horários. "Mas o principal é que as pessoas observem, sejam mais solidárias. Se as pessoas prestarem mais atenção ao seu redor, podem avistar alguma ação suspeita, avisar a polícia e colaborar com as investigações." O crime deixou marcas em Maíra Fontana. Durante uma semana, sentiu dores de cabeça e dor no corpo constantes. As filhas estão bem, mas, hoje, "escureceu um pouco, elas falam para trancar as portas do carro, ficam com medo", diz. "Quando passa alguém com cheiro mais forte de suor, elas comentam que era o cheio do assaltante." Ela conseguiu recuperar os bens roubados, já que o criminoso foi preso pouco depois. "O principal foi manter a calma. Como mãe, percebi todo o perigo da situação. Mas conversei com as minhas filhas e deu tudo certo."

  • Grupo de Bivar acusa Planalto de traição e prepara nova lista para liderança do PSL
    Notícias
    Folhapress

    Grupo de Bivar acusa Planalto de traição e prepara nova lista para liderança do PSL

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A ala ligada ao presidente do PSL, deputado Luciano Bivar (PE), acusa o Palácio do Planalto de traição e prepara nova lista para retomar a liderança do partido na Câmara, com o deputado Delegado Waldir (GO). "O governo traiu o acordo. Agora, segue o jogo", disse à reportagem o deputado Junior Bozzella, ligado a Bivar. O grupo deve, agora, trabalhar pela suspenção do deputado Eduardo Bolsonaro (SP) do partido. De acordo com Bozzella, o ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, ligou para Bivar na manhã desta segunda-feira (21) pregando a pacificação. Em seguida, no entanto, "descumprindo o acordo", segundo Bozzella, Eduardo apresentou uma lista à Secretaria-Geral da Mesa Diretora da Câmara para assumir a liderança do PSL na Casa. Em nome desse acordo, Waldir chegou a entregar o cargo de líder do partido na Câmara. O anúncio da desistência das suspensões e do cargo de líder foi feito por meio de um vídeo caseiro gravado pelo próprio Waldir na manhã desta segunda-feira, no qual se pode notar que ele lê uma mensagem pronta. O material foi divulgado por sua assessoria de imprensa. "Venho a público fazer um esclarecimento, o meu partido, o PSL, decidiu retirar a ação de suspensão de cinco parlamentares. E aceitamos democraticamente uma nova lista que foi feita por parlamentares. Já estarei à disposição do novo líder para de forma transparente passar para ele toda a liderança do PSL", disse o deputado. Ao falar que as suspensões foram desfeitas, Waldir se refere à decisão tomada na semana passada pelo comando do partido. Bivar anunciou a suspensão de cinco deputados ligados ao presidente -Carlos Jordy, Alê Silva, Bibo Nunes, Carla Zambelli e Filipe Barros. O objetivo da manobra era impedir que eles representassem a legenda em qualquer atividade na Câmara, incluindo a votação para líder da bancada. O deputado, que na semana passada foi gravado dizendo que poderia implodir o presidente Jair Bolsonaro (PSL), não faz nenhuma menção direta ao seu nome, mas manda um recado para o Palácio do Planalto ao dizer que o Poder Executivo não pode interferir no Legislativo. A atual crise no partido tem como origem o esquema de candidaturas de laranjas do PSL, caso revelado pelo jornal Folha de S.Paulo em uma série de publicações desde o início do ano. O episódio é um dos elementos de desgaste entre o grupo de Bivar e o de Bolsonaro, que ameaça deixar o partido.

  • Dez pessoas mortas a tiros na Caxemira
    Notícias
    AFP

    Dez pessoas mortas a tiros na Caxemira

    Pelo menos dez pessoas foram mortas a tiros neste domingo na fronteira de fato entre Índia e Paquistão na Caxemira, anunciaram as autoridades.

  • Parlamento britânico se recusa mais uma vez a votar acordo do brexit
    Notícias
    Folhapress

    Parlamento britânico se recusa mais uma vez a votar acordo do brexit

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Parlamento britânico se recusou novamente nesta segunda (21) a votar o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia, acertado pelo premiê Boris Johnson com a UE na semana passada. Havia a expectativa de que o pacto seria votado esta semana, depois de os deputados terem se abstido do "sim ou não" no sábado (19) e aprovado uma emenda que adiava a votação. O presidente da Câmara dos Comuns, John Bercow, argumentou que votar nesta segunda seria colocar a mesma questão duas vezes para o Parlamento em um prazo de 48 horas. "A moção não será debatida hoje, pois seria repetitivo e desordenado fazê-lo", disse John Bercow, estabelecendo assim uma nova derrota para o premiê, que prometeu diversas vezes tirar o Reino Unido do bloco em 31 de outubro. O porta-voz de Boris afirmou que o premiê está desapontado com a decisão do Parlamento. Ele descreveu a decisão de Bercow como uma negação da chance de o governo entregar o brexit aos britânicos e acrescentou que o Executivo implantará a legislação já estabelecida para o desligamento a partir desta semana. Na prática, a decisão dos parlamentares tomada no sábado e ratificada nesta segunda obrigou Boris a pedir um novo adiamento do prazo para deixar o bloco. A nova data-limite, de acordo com uma legislação aprovada pelo Parlamento para evitar uma saída sem acordo, é 31 de janeiro de 2020. Após a sessão parlamentar do sábado, a UE recebeu três cartas de Boris: a primeira, sem assinatura, pede uma prorrogação de três meses. A segunda, assinada, afirma que não deseja o adiamento. E a terceira, do embaixador britânico na UE, Tim Barrow, explica que a extensão foi solicitada apenas para cumprir a lei. A decisão do Parlamento deixou o Reino Unido na incerteza.  Boris, que chegou ao poder no fim de julho com a promessa de retirar o Reino Unido da UE a qualquer custo, é contrário a qualquer adiamento do divórcio, previsto inicialmente para 29 de março e prorrogado em duas ocasiões. O texto negociado com Bruxelas regulamenta as condições de divórcio depois de 46 anos de convivência, permitindo uma saída suave, acompanhada de um período de transição que deve prosseguir ao menos até o fim de 2020. Sem um acordo, o Reino Unido enfrentaria uma saída "dura", o que faz com que o setor econômico tema o caos nas fronteiras, a escassez de alimentos e medicamentos, o aumento dos preços e até mesmo uma recessão.

  • Notícias
    Folhapress

    Clássico entre Bahia e Ceará vai ter protesto por vazamento de óleo e busca pelo G6

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Bahia vai entrar em campo contra o Ceará nesta segunda-feira (21), às 19h30, no estádio Pitaçu, em Salvador, com a camisa “manchada de óleo”, em protesto contra o vazamento do resíduo pelas praias do litoral do Nordeste. A partida é valida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe baiana, que tem histórico de manifestações sociais, lançou um manifesto neste domingo em suas redes sociais com a seguinte pergunta: "Quem derramou esse óleo? Quem será punido por tamanha irresponsabilidade? Será que esse assunto vai ficar esquecido?". Na oitava posição da tabela, com 41 pontos, o time do técnico Roger Machado busca a vitória para ingressar no G6 do Brasileiro. E para isso, o treinador vai realizar algumas mudanças na equipe. Liberado pelo departamento médico, o lateral Nino Paraíba deve entrar em campo no lugar de João Pedro. A dúvida será a entrada de Guerra, já que o meia venezuelano não está agrandando a torcida e pode perder a vaga para Marco Antônio ou Lucca. O meia Elton deve ser a única baixa para o confronto, pois se recupera de uma contusão no joelho. Em situação contrária do rival do clássico nordestino, o Ceará está na zona de rebaixamento, com 26 pontos, na 17ª colocação, e vai entrar em campo com três desfalques: o volante Fabinho, o meia Thiago Gualhardo e o lateral Samuel Xavier, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. O único alívio para o técnico Adílson Batista é a volta dos atacantes Willian Popp e Felipe Cardoso. INGRESSO O Bahia vai ter a casa cheia para o clássico. Os ingressos para o confronto foram esgotados pela torcida baiana que comprou os 30 mil ingressos colocados à venda. O estádio tem capacidade total para acomodar 32.157 torcedores. BAHIA Douglas; João Pedro (Nino Paraíba), Lucas Fonseca, Juninho e Giovanni; Gregore, Flávio e Guerra; Artur, Élber e Gilberto. Técnico: Roger Machado CEARÁ Diogo Silva; Cristovam, Luiz Otávio, Tiago Alves e João Lucas; William Oliveira, Pedro Ken e Ricardinho; Felipe Baxola, Lima e William Popp. Técnico: Adilson Batista Estádio: Estádio de Pitaçu, em Salvador Horário: 19h30 desta segunda Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP) VAR: José Cláudio Rocha Filho (SP)

  • Notícias
    Agência Brasil

    Passageiros de aéreas querem mais tecnologia para controle da viagem

    Passageiros de companhias aéreas querem, cada vez mais, contar com as facilidades do uso da tecnologia para aprimorar os serviços prestados por essas empresas nos aeroportos.Acesso à internet com Wi-fi a bordo das aeronaves, mais controle sobre a viagem a partir do próprio smartphone e o acompanhamento, em tempo real, da localização da bagagem são as prioridades apontadas por esses passageiros.As informações constam na pesquisa 2019 Global Passenger, publicada pela Associação Internacional de Transportes Aéreos (Iata) na última semana.O uso da biometria para agilizar os processos de embarque e o tempo máximo de 10 minutos para coleta de bagagens e processos de imigração também foram apontados como prioridades.A maioria dos entrevistados disse que gostaria de utilizar mais os smartphones para controlar os procedimentos de viagem, desde a reserva até o despacho de bagagens. Esse item foi apontado como importante por 83% dos entrevistados.Para 39% dos passageiros, o envio de SMS continua sendo a opção de notificação preferida. Os passageiros que preferem receber informações por meio de aplicativos somaram 33%.De acordo com a pesquisa, 53% dos entrevistados disseram que despachariam mais as bagagens se pudessem acompanhar o processo em tempo real. Além disso, 80% dos passageiros disseram não querer esperar mais de três minutos para despachar uma bagagem. Já o percentual de quem não aceitaria esperar mais de 10 minutos para esperar pela bagagem após o desembarque e nos processos de imigração foi de 79%.Entre os entrevistados, 46% disseram que gostariam de rastrear suas malas caso houvesse um serviço de despacho em locais fora do aeroporto.Cerca de 70% dos passageiros disseram estar dispostos a compartilhar informações pessoais de biometria para acelerar os processos, como os de check-in, no aeroporto. O percentual é ainda maior entre os passageiros corporativos, de 76%.O uso do Wi-Fi também foi destacado como importante por 53% de entrevistados. A demanda foi apontada como importante por 71% dos entrevistados da África. Na América Latina esse percentual foi de 68% e no Oriente Médio de 67%. As menores preferências pelo sinal de internet a bordo foram registradas por passageiros da América do Norte, onde apenas 44% apontaram como importante o uso do Wi-Fi a bordo. Na Europa o percentual foi menor ainda, de 44%.

  • Resultado preliminar na Bolívia indica 2º turno entre Morales e Mesa
    Notícias
    Agência Brasil

    Resultado preliminar na Bolívia indica 2º turno entre Morales e Mesa

    O presidente boliviano, Evo Morales, lidera os resultados preliminares do primeiro turno das eleições presidenciais realizadas nesse domingo (20), mas deve ir para o segundo turno com o ex-presidente Carlos Mesa.O Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) informou que, com cerca de 83% dos votos contados, Morales lidera com 45,3%, seguido por seu rival mais próximo, Carlos Mesa, com 38,2%.Candidatos à presidência da Bolívia - Reuters/Direitos Reservados Os dois candidatos devem voltar a se enfrentar  em dezembro, no segundo turno das eleições presidenciais.Mais de 7,3 milhões de bolivianos, no país e no exterior, foram chamados a votar nas eleições presidenciais e legislativas, para mandatos de cinco anos.*Emissora pública de televisão de Portugal

  • Verdes se preparam para crescimento histórico nas eleições na Suíça
    Notícias
    AFP

    Verdes se preparam para crescimento histórico nas eleições na Suíça

    Os partidos verdes registraram um crescimento histórico nas eleições legislativas suíças neste domingo (20), mas a direita populista continuará sendo a primeira força política do país, de acordo com as primeiras projeções.