Às vésperas de encontro com Biden, Bolsonaro volta a falar, sem provas, em suposta fraude na eleição americana

Dias antes de um encontro marcado com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar em uma possível fraude na eleição que elegeu o americano, em 2020. Bolsonaro disse que "fica com pé atrás" com informações que recebeu e que o candidato derrotado, o então presidente Donald Trump, estava "muito bem".

— Quem diz é o povo americano. Eu não vou entrar em detalhes na soberania de outro país. Agora, o Trump estava muito bem. E muita coisa chegou para gente que a gente fica com pé atrás. A gente não quer que aconteça isso no Brasil. Tem informações de próprios brasileiros que teve gente que votou mais de uma vez — disse Bolsonaro, em entrevista ao SBT News.

Bolsonaro irá nos próximos dias aos Estados Unidos para participar da Cúpula das Américas. Está prevista uma reunião bilateral entre ele e Biden, a primeira desde que o americano tomou posse, em janeiro do ano passado.

Em 2020, Bolsonaro já havia dito que "teve muitas fraudes" na eleição americana. Ele era próximo do ex-presidente Donald Trump, que perdeu a disputa e não reconheceu o resultado. Alegações de irregularidades feitas pela campanha de Trump foram rejeitadas em dezenas de ações judiciais nos Estados Unidos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos