África do Sul: grande incêndio destrói o Parlamento da Cidade do Cabo

·1 min de leitura

Um incêndio destruiu neste domingo (2) o complexo que abriga as duas câmaras do Parlamento Sul-Africano, na Cidade do Cabo, edifícios classificados como patrimônio histórico pelo país. O incêndio começou por volta das 5h do horário local (0h de Brasília) na ala mais antiga do edifício, concluída em 1884, com salas forradas com madeira nobre e onde legislavam os parlamentares.

Por Claire Bargelès, correspondente da RFI na Cidade do Cabo

A área afetada fica a poucos metros da Catedral de São Jorge, onde ocorreu neste sábado (1°) o funeral do arcebispo Desmond Tutu, o último herói da luta contra o apartheid, falecido em 26 de dezembro. Suas cinzas foram enterradas hoje na igreja em uma cerimônia privada.

A fumaça ainda sobe dos telhados e das janelas acima do frontão da Assembleia Nacional. Os bombeiros continuam a subir, com mangueiras de água, os degraus sobre os quais estão gravados os valores da Constituição do país. "A Câmara dos Deputados foi totalmente destruída pelas chamas", informou o porta-voz da Assembleia Nacional, Moloto Mothapo, explicando que "o fogo ainda não foi controlado".

As equipes atuam desde muito cedo para salvar os edifícios mais afetados e buscam controlar o fogo que se alastrou até a sede da Câmara dos Deputados. As chamas não causaram vítimas, de acordo com as autoridades, mas os danos materiais ainda não puderam ser completamente avaliados.

“Os deuses são os fiadores da democracia sul-africana”

O fim do apartheid

(Com informações da AFP)


Leia mais

Leia também:
Desmond Tutu: sul-africanos se despedem do religioso que enfrentou o apartheid e ajudou a mudar a história
Novo projeto da Notre-Dame é acusado de transformar catedral de Paris em "Cristolândia" para turistas
Pesquisador brasiliense mergulha na cultura da etnia sul-africana zulu

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos