África do Sul 'sem condições' de receber refugiados afegãos

·1 minuto de leitura
Ônibus transportam passageiros afegãos até o aeroporto de Cabul, onde são entregues aos americanos para a operação de retirada (AFP/WAKIL KOHSAR)

A África do Sul anunciou nesta quarta-feira(1) que "não está em condições" de acolher em seu território refugiados afegãos que fugiram do país depois que o Talibã assumiu o controle de Cabul em 15 de agosto.

"Infelizmente, o governo sul-africano não está em condições de responder a tal pedido", afirmou o Ministério das Relações Exteriores da África do Sul em comunicado.

O país foi solicitado a acolher temporariamente refugiados afegãos no Paquistão, que mais tarde se mudariam para um destino final, informou o Ministério.

“A África do Sul já acolhe um número significativo de refugiados e deve responder às suas necessidades. A maioria deles se beneficia de cuidados de saúde gratuitos e assistência social”, destacou.

A África do Sul, principal potência industrial do continente, acolhe milhões de migrantes.

Os talibãs comemoraram sua vitória no Afeganistão na terça-feira, um dia após os últimos soldados americanos deixarem o país. A retirada foi concluída depois de uma guerra de 20 anos desencadeada pela intervenção de uma coalizão internacional liderada por Washington para expulsá-los do poder, após os ataques de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos.

cld/fjb/jvb/lda/jc/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos