Árbitro é espancado até a morte por jogador durante partida de futebol em El Salvador

Um jogo de futebol terminou de forma trágica na cidade de São Salvador, capital de El Salvador, na América Central, neste domingo: após uma falta para o time adversário, o jogador Juan Lorenzana partiu para cima de José Arnolda Amaya, de 63 anos, árbitro do jogo. Ele teria caído no chão após receber um chute no peito e, então, o agressor desferiu diversos golpes até deixar Amaya inconsciente, resultando em uma hemorragia interna, segundo o jornal "El Clarín". O árbitro foi levado a um hospital da região, onde morreu horas depois. Lorenzana foi preso nesta terça-feira.

Novas regras: IFAB aprova cinco substituições por partida de futebol de maneira definitiva

Ex-princesa do Catar: Pode ser 'impossível' determinar circunstâncias da morte

Veja vídeo: Após seca do Rio Tigre, arqueólogos descobrem cidade de 3.400 anos no Iraque

A partida acontecia no estádio Toluca, na cidade de São Salvador na tarde deste domingo, dia 12. Comandada por Jose Arnolda Amaya, a partida foi paralisada por uma falta. Nesse momento, um dos jogadores da equipe, Juan Lorenzana, se revoltou contra o árbitro.

— Soube que o agressor o desrespeitou, aí meu pai o expulsou. Depois disso, (o agressor) bateu nele até cair e o espancou até a morte. No caminho para o hospital, meu pai já estava (em estado) grave e lá faleceu — relatou Jairo Amaya, filho do árbitro, à imprensa salvadorenha.

Fórmula 1: Grande Prêmio da África do Sul pode retornar após 30 anos

De acordo com uma testemunha ouvida pelo jornal "elsalvador.com", o agressor teria dito o seguinte: "Ninguém vai se meter (com o) que vou dar a este velho", e em seguida já desferiu o primeiro golpe. Acertado no peito, Amaya caiu no chão e, na sequência, foi espancado até ficar inconsciente.

Com hemorragia interna, segundo o jornal "El Clarín", a vítima foi levada a um hospital da região, mas morreu horas depois.

Calotas da Antártica: Geleiras podem estar apresentando taxa de derretimento recorde nos últimos 5 mil anos

O agressor Juan Manuel Cruz Lorenzana, que estava foragido, foi preso nesta terça-feira pela Polícia Nacional Civil de El Salvador, na colônia de Miramonte, em São Salvador. "Nenhum crime ficará impune", é a legenda da publicação do órgão no Twitter.

A Federação Salvadorenha de Futebol emitiu nota nesta segunda-feira, dia 13, em que "lamenta, condena e rechaça" os atos de violência que classificou como "agressão física com resultado fatal".

A igreja que Amaya frequentava também prestou condolências à família do árbitro. Na mesma publicação, informou que o velório será nesta terça-feira, às 18h no horário de Brasília (15h em São Salvador), na cidade de Soyapango, na Região Metropolitana de São Salvador.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos