Área VIP na convenção de Bolsonaro gera disputa entre deputados

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*ARQUIVO* BRASILIA, DF,  BRASIL,  27-06-2022, 17h00. O presidente Jair Bolsonaro participa das novas emissão das novas Carteiras de Identidade Nacional  nos Estados e lançamento do Novo Passaporte Brasil FOTO Gabriela Biló /Folhapress)
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, BRASIL, 27-06-2022, 17h00. O presidente Jair Bolsonaro participa das novas emissão das novas Carteiras de Identidade Nacional nos Estados e lançamento do Novo Passaporte Brasil FOTO Gabriela Biló /Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O espaço VIP da convenção que confirmará a candidatura do presidente Jair Bolsonaro (PL) à reeleição no domingo (24) está gerando disputas entre os deputados.

O palco, por limitação física, foi reservado para governadores, senadores, presidentes de partidos e ministros de Estado. Os deputados federais pressionam para terem assento na área de destaque também. Só do PL, são 78.

Para os eleitos e os candidatos à Câmara, o planejamento inicial era reservar uma segunda área VIP, bem próxima ao palco, no chamado gargarejo. Por conta das reclamações, a equipe de campanha estuda criar um critério para flexibilizar a restrição ou outra solução que atenda os insatisfeitos.

Foram convidados os parlamentares e dirigentes do PL, mas também de partidos que devem fazer parte da coligação, como PP, Republicanos e PTB. Para evitar desgastes, o presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, enviou ofícios aos presidentes das demais legendas perguntando quem cada um iria indicar para participar do evento, transferindo a responsabilidade da escolha.

A princípio, a ideia era fazer um palco circular, bem no centro do Maracanãzinho, mas a ideia foi descartada porque não daria para pendurar um cenário ao fundo. Haverá um telão de LED ao fundo e as imagens farão referência à bandeira do Brasil.

Para que as imagens captadas destaquem a presença de apoiadores, a imprensa ficará um pouco mais afastada do palco. Os jornalistas terão uma atenção especial dos organizadores para evitar ataques de bolsonaristas, que já aconteceram em outras ocasiões.

A entrada dos profissionais de imprensa será afastada das dos demais participantes e haverá banheiro exclusivo. Além disso, foi pedido ao governo do Rio de Janeiro, que auxilia na organização, apoio da Polícia Militar na arquibancada, na região mais próxima de onde ficarão os jornalistas.

Outro auxílio solicitado ao governo fluminense foi a intermediação com as operadoras telefônicas para reforçar o sinal na região. São esperadas 10 mil pessoas dentro do evento, e mais apoiadores do lado de fora.

O PL confirma a chapa do presidente Jair Bolsonaro e seu ex-ministro Braga Netto como vice. Ainda não está confirmado quem será o mestre de cerimônia, nem quem discursará e em qual ordem. Um esboço do programa será apresentado nesta quarta-feira (19) para o próprio presidente aprovar.

A cerimônia foi marcada para às 11h22, em referência ao número do PL na urna, mas a recomendação é chegar com duas horas de antecedência para evitar atrasos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos