Áudio revela que namorado da atriz Sayaka Kanda disse, várias vezes, para ela morrer, pouco antes de queda fatal de prédio

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

TÓQUIO — Cerca de três semanas após a morte da atriz japonesa Sayaka Kanda, aos 35 anos, o portal de notícias "Bunshun" revelou, nesta quarta-feira, a gravação de uma briga entre a artista e seu então namorado, o ator Takahisa Maeyama, pouco antes de Sayaka cair de um hotel na cidade de Sapporo, onde ela se apresentaria num musical. Segundo o site, ele disse, diversas vezes, para a namorada morrer. Diante disso, o artista vem sendo alvo de críticas.

A agência que o representa anunciou que ele fará uma pausa na carreira "para focar no tratamento", mas não comentou sobre os ataques verbais.

— Estávamos em um relacionamento sério o suficiente para discutir o futuro (da relação) — havia dito Maeyama, antes da divulgação do áudio.

O casal trabalhou numa mesma peça em agosto de 2021 e começou a namorar em outubro. A briga do dia 18 teria sido motivada por questões envolvendo um apartamento tratado secretamente por Maeyama, informou "Bunshun", enquanto o combinado seria que eles fossem morar juntos em Tóquio.

Filha do ator Masaki Kanda e da cantora Seiko Matsuda, Sayaka estreou como atriz mirim em 2001 e, já adulta, trabalhou como dubladora de animes e atriz de musicais. Em 2014, ela atraiu atenção por ter feito a voz da princesa Anna em "Frozen", animação da Disney.

A polícia japonesa concluiu que a causa da morte foi o trauma severo que seu corpo sentiu pela queda. No entanto, a corporação optou por não divulgar o que provocou o acontecimento "em consideração à honra de Kanda e ao possível impacto nas pessoas ao seu redor".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos