Áustria planeja suspender lockdown, exceto para os não vacinados

·1 min de leitura
Restaurante fechado em meio a lockdown da Covid-19 em Viena, na Áustria

Por Francois Murphy

VIENA (Reuters) - Os não vacinados permanecerão confinados quando a Áustria suspender seu lockdown generalizado no domingo, confirmou o chanceler Karl Nehammer nesta terça-feira, um dia após assumir o cargo.

A Áustria entrou em lockdown há duas semanas para conter um aumento nas infecções diárias por Covid-19 a níveis recordes, com restaurantes, bares, teatros e lojas não essenciais sendo fechados para todos, exceto comércios de "pegar e levar". Hotéis estão fechados para turistas. As infecções caíram desde então, mas a ocupação de unidades de terapia intensiva ainda está em alta.

"O lockdown para os não vacinados continua", disse Nehammer em coletiva de imprensa, ao confirmar que o lockdown mais amplo será suspenso no domingo, conforme planejado.

No entanto, os detalhes ainda precisam ser acertados na reunião de quarta-feira entre o governo e governadores influentes das nove províncias da Áustria.

"Para todos os não vacinados que estão sofrendo pelo fato de permanecerem presos, há uma oferta clara: vocês podem sair disso se aproveitarem a chance de se vacinar", disse Nehammer.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos