É #FAKE que imagem mostre cédulas da eleição norte-americana descartadas em estrada

Roberta Pennafort, CBN
·2 minuto de leitura

Circula nas redes sociais uma foto que mostra caixas descartadas numa estrada. A legenda diz que são cédulas de votação das eleições dos Estados Unidos e que se trata de uma manobra da esquerda para prejudicar o presidente Donald Trump, candidato republicano à reeleição. É #FAKE.

A mensagem diz: “A fraude no Wisconsin e Pensilvânia é escancarada. FBI encontra rastros de sujeira da armação da esquerda americana contra Trump por todo lado”. Só que não se trata de uma imagem atual nem tampouco de caixas com cédulas.

A imagem mostra correspondências comuns, não relacionadas ao processo eleitoral, e que deviam ser entregues no estado da Pensilvânia. A foto foi tirada em outubro de 2018, por um morador da cidade de Pennsauken, no estado vizinho de New Jersey, e compartilhada por ele no Facebook com a seguinte legenda: “Se você está procurando sua correspondência, talvez esteja na River Road pela 36ª estação”.

Na ocasião, centenas de correspondências foram largadas ao relento, numa estrada em Pennsauken, por um funcionário dos Correios, em vez de serem entregues a seus destinatários na área de Roxborough, na Filadélfia, também na Pensilvânia.

O serviço postal diz que as entregas deviam ter ocorrido dois meses antes, mas o responsável pediu demissão e não o fez.

Essa é apenas uma das muitas informações falsas que se espalharam pelas redes sociais na esteira da demorada apuração dos votos para presidente dos Estados Unidos. A campanha de Trump requereu recontagem de votos e interrupção da apuração em alguns estados, alegando ocorrência de fraudes, mas sem apresentar provas.

A equipe do Fato ou Fake já desmentiu que os votos de Detroit foram recontados e que foi identificado um eleitor nascido em 1823 e que em Wisconsin houve mais votos do que o total de eleitores registrados, entre outros boatos.