É #FAKE que imagens mostrem caminhões descartando cédulas com votos em Donald Trump em local descampado

Roberta Pennafort, CBN
·2 minuto de leitura

Circula nas redes sociais imagens que mostram caminhões despejando uma carga não identificada numa área descampada. A legenda diz que são cédulas de votos em Donald Trump, que acabaram não sendo contabilizadas nas eleições dos EUA. É #FAKE.

Há mais de uma versão da mensagem. Uma delas, em inglês, diz: “Descobri para onde os democratas mandaram os votos em Trump”. Uma outra, em português, fala: “Caminhões despejando todas as suas cédulas e descartando-as. Eu me pergunto de quem eram essas cédulas”.

Os caminhões aparecem com as portas traseiras abertas, com o conteúdo sendo retirado e empilhado numa área desértica e descampada. Só que se trata de uma imagem extraída de um vídeo do ano de 2016 feito na Arábia Saudita. A carga, na verdade, era formada por frangos fora da validade, e não papel.

A imagem já foi usada em outra mensagem viral falsa anterior às eleições nos EUA. No dia 30 de outubro, um texto num site indiano atribui a imagem como sendo de produtos franceses sendo jogados fora em países muçulmanos, em meio à onda de protestos contra o presidente Emmanuel Macron por comentários considerados ofensivos ao Islã. Manifestações ocorreram em países como a Índia, Bangladesh e Paquistão. A agência francesa France-Presse fez a checagem e desmentiu o boato.

A equipe do Fato ou Fake também já desmentiu diversas informações falsas com “provas” de que a vitória do democrata Joe Biden sobre o republicano Trump foi fraudada – tese fomentada pelo presidente norte-americano, que não reconheceu a derrota.

Entre os boatos está um que diz que a Suprema Corte norte-americana determinou a prisão de mesários e funcionários dos Correios, um que fala que uma recontagem de votos em Michigan mostrou uma virada de Trump, e outro que diz que cédulas com votos no republicano foram encontradas enterradas no Arizona. É tudo falso.