É #FAKE que não vacinados contra a Covid-19 não conseguirão acessar smartphones

·1 minuto de leitura

Circula nas redes sociais uma publicação dizendo que pessoas não vacinadas contra a Covid-19 terão que parar de usar smartphones. "Google, Apple e Samsung anunciaram recentemente planos para oferecer um recurso que chama prontamente um código QR que pode ser lido para verificar rapidamente o status de vacinação do usuário", acrescenta o texto. A informação é #FAKE.

Procuradas pela equipe do Fato ou Fake, as três empresas mencionadas negam o conteúdo da mensagem. O Google afirma, em nota, que não procede a informação de que os não vacinados não poderão usar smartphones. O mesmo é dito pela Apple. A Samsung, por sua vez, esclarece que seu aplicativo Samsung Pay, que "funciona nos EUA como uma carteira digital", permite que o usuário cadastre seu certificado eletrônico de vacinação. Mas a tecnologia não é uma exigência para manusear seus dispositivos.

Algumas localidades definiram a entrada mediante apresentação do comprovante de vacinação contra Covid-19, seja por decreto, a exemplo do Vaticano, conforme determinação anunciada pelo Papa Francisco, seja por decisão de cada instituição privada em diferentes regiões.

Essa medida, apelidada de "passaporte da vacinação", não tem qualquer relação com o uso de aparatos tecnológicos individuais.

O Fato ou Fake já desmentiu também que a Apple só desbloqueará o novo iPhone 13 para vacinados contra a Covid-19.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos