É #FAKE que vídeo mostre China soltando milhares de pássaros criados em laboratório para disseminar vírus

·2 min de leitura

Circula nas redes sociais um vídeo de aves sendo libertadas de contêineres em um navio. A legenda diz que as imagens provam que a China "soltou no mar milhares de pássaros de laboratório" para disseminar um vírus. É #FAKE.

Uma busca reversa pelas imagens mostra que o vídeo é antigo e foi publicado nas redes sociais em 2017. Ele foi registrado em Taiwan, durante um treinamento para uma corrida de pombos, prática bastante popular na região.

Segundo o portal de notícias local Libert Time Net, a equipe de navios a vapor Beihai Jinping conduziu um treinamento público a 50 quilômetros de Keelung na manhã do dia 1 de novembro de 2017. Os pombos foram soltos às 7h30. O portal ressalta ainda que "aves de pombais de todo o país saíram de suas gaiolas no mar em um instante". Um competidor descreveu que a chuva dificultou o voo e que à tarde muitos animais ainda não haviam terminado a jornada.

O site relata, inclusive, que um homem chegou a ser detido no dia seguinte ao treinamento, com 11 pombos presos numa rede de pesca. Ele alegou que resgatou os animais cansados que não conseguiram retornar do voo em alto mar, mas as autoridades o acusaram de pedir um resgate de 2 milhões de yuans para devolver as aves para o proprietário.

A corrida de pombos é criticada por organizações que atuam pela defesa dos animais. A PETA é uma delas. Há anos, as ONGs alegam que centenas de aves são mortas nessas competições. Em 2020, por exemplo, um encontro de 19 clubes, com mais de 65 mil pássaros, terminou com apenas mil sobreviventes. Segundo a organização, os "pombos foram soltos em alto mar em condições de chuva e vento traiçoeiras" e poucos voltaram para casa no final da corrida.

Em 2018, as mesmas imagens foram atribuídas à organização Greenpeace, quando internautas disseram que se tratava de uma operação de resgate e soltura dos pombos. Na época, procurado pelo site Franceinfo, o grupo alegou que não tinha nenhuma relação com a atividade apresentada no vídeo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos