É #FAKE que vídeo mostre incêndio em carro provocado por álcool em gel no interior de São Paulo

Roberta Pennafort (CBN)

RIO - Um vídeo de um carro pegando fogo em uma rua de Itatiba, no interior de São Paulo, tem viralizado na web. Junto há uma mensagem que diz que o incêndio foi causado por um frasco de álcool em gel no painel do veículo. É #FAKE.

O incidente ocorreu no último dia 24, na Praça da Bandeira, região movimentada de Itatiba, por volta das 14h. No vídeo, é possível ver labaredas altas partindo do automóvel, um Palio azul, com placas da cidade. De repente, o carro, já desocupado, anda de marcha à ré, atingindo outro, que estava estacionado.

Marcus Boava, encarregado do Corpo de Bombeiros na cidade, que participou do socorro, diz que não foi encontrado qualquer frasco de álcool gel dentro do carro. Em entrevista à CBN, ele diz não ter ideia de como se originou o boato.

“Inventaram na internet”, diz o bombeiro. “A pessoa que estava conduzindo o veículo, uma moça dirigindo o carro do pai, estava bem nervosa. É bem provável que tenha sido um problema na parte elétrica do carro. Ainda não é possível dizer com exatidão. Só o laudo pericial irá dizer se foi algo na bobina, na bateria.” Ele reforça, porém, que não havia álcool gel no painel do veículo.

Assustada, a motorista puxou o freio de mão no princípio do incêndio e saiu do carro, deixando o veículo no meio da rua. O fogo se espalhou e atingiu o tanque de combustível, e aí as chamas se intensificaram. O freio de mão foi desativado, e o carro andou, relata o bombeiro.

Ele alerta que o álcool, líquido ou em gel, que vem sendo utilizado para higienizar volantes, botões, câmbio e maçanetas dos carros, pode ser perigoso quando o ocupante é fumante. E não deve ser deixado no painel.

“Mas no calor do sol é raríssimo acontecer algum acidente, até porque o ponto de ignição do gel é de mais de 300ºC. O ideal é higienizar e esperar um pouquinho para tocar”, diz Poava.

A equipe do Fato ou Fake já desmentiu outras mensagens falsas envolvendo o álcool, produto importante para a desinfecção de objetos e mãos e proteção contra o novo coronavírus. A mais recente diz respeito a uma possível insuficiência respiratória provocada pelo uso exagerado do álcool. Não é verdade.

De qualquer forma, a quem está em isolamento em casa é recomendado lavar as mãos com água e sabão, e não abusar do álcool nas mãos, porque ele pode ressecar muito a pele e provocar rachaduras. O melhor é usar o álcool em gel somente quando houver necessidade de sair de casa.