É falso vídeo em que Jornal Nacional apresenta Bolsonaro à frente na pesquisa Ipec

***FOTO DE ARQUIVO*** RIO DE JANEIRO, RJ, 15.09.2022 - O presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** RIO DE JANEIRO, RJ, 15.09.2022 - O presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Vídeo em que o Jornal Nacional apresenta a pesquisa eleitoral Ipec divulgada em 12 de setembro com Jair Bolsonaro (PL) na liderança, com 46%, e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em segundo, com 31%, é falso. O conteúdo de desinformação, que circula nas redes sociais, adultera áudios dos apresentadores, William Bonner e Renata Vasconcellos, e gráficos exibidos no programa. O levantamento real mostra Lula com 46% e Bolsonaro com 31%.

No primeiro trecho do vídeo, Bonner noticia dados referentes ao primeiro turno e, em seguida, aparece um gráfico com os candidatos. Depois, é a voz de Renata, falando sobre o segundo turno, que foi adulterada.

O material também manipula dados referentes à avaliação da administração de Bolsonaro. Diferentemente do que o conteúdo de desinformação apresenta, a pesquisa Ipec mostrou que 45% dos eleitores a acham ruim ou péssima (ante 43% na anterior), os mesmos 30% a consideram ótima ou boa, e 23% a veem como regular (eram 25%).

Em uma das versões do vídeo adulterado, ainda há dados invertidos sobre se os brasileiros aprovam ou desaprovam a maneira de Bolsonaro governar. Na realidade, 59% reprovam e 35% aprovam.

No perfil do Jornal Nacional no Twitter é possível conferir a notícia.

Em nota, o Ipec afirmou que "está denunciando o video no Sistema de Alerta de Desinformacao Contra as Eleicoes do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e no Ministerio Publico Eleitoral para que adotem as medidas cabiveis".

A mesma técnica foi utilizada quando o Jornal Nacional noticiou pesquisa Ipec de 15 agosto. Vídeo falso manipulou trecho com Renata para mostrar Bolsonaro à frente, o que não era verdade.