'É impressionante como a Receita atrapalha o desenvolvimento do Brasil', diz Bolsonaro

Gustavo Maia
Bolsonaro com empresários em São Paulo

BRASÍLIA - Em meio a críticas ao excesso de burocracia no país, o presidente Jair Bolsonaro afirmou em transmissão ao vivo na noite desta quinta-feira que a Receita Federal atrapalha o desenvolvimento do Brasil em algumas áreas. Ele disse ter ouvido pleitos de "megaempresários" em reunião realizada em São Paulo, sobre questões que cabem ao governo federal resolver.

E comentou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, ficou "até meio assustado" com o diagnóstico.

- Fomos lá para ouvir os empresários. Aí ouvimos muitas coisas que compete a nós resolver, que são decretos presidenciais, portarias dos ministérios e também normas da Receita Federal. É impressionante. O Paulo Guedes ficou até meio assustado, né? Como a Receita atrapalha em algumas áreas o desenvolvimento do Brasil. É coisa terrível a burocracia, terrível - declarou Bolsonaro.

O presidente relatou que uma nova reunião com o grupo de aproximadamente 80 empresários foi marcada para junho e disse que pretende levar soluções para alguns dos pedidos apresentados na ocasião. Em seguida, destacou o que classificou como uma avaliação positiva dos participantes da economia na sua gestão. E criticou a imprensa.

- E o que foi muito bom falar com esses empresários é que eles estão felizes com o que está acontecendo com a economia do Brasil. Nunca sentiram tanta confiança no trabalho do governo como um todo no tocante à produção, à economia, a todos as áreas do Brasil. A gente vê a imprensa, por outro lado, criticando, falando mal do PIB. "Ó o pibinho, o pibinho, não sei o quê". Se esses caras, se a imprensa produzisse alguma coisa, produzisse verdade, o Brasil estaria muito melhor, com toda a certeza. Mas não produz verdade - declarou.