'É muito triste saber que, em pleno século XXI, a derrubada da floresta ocorre para benefício de poucos', diz Gisele Bündchen

O Globo
·1 minuto de leitura

Para celebrar o pioneirismo no conceito de biobeleza, a Natura Ekos convidou ninguém menos que Gisele Bündchen para ser embaixadora da marca, que completa 20 anos, e reforçar a causa “Amazônia Viva”. Além de lançar inúmeros cosméticos à base de bioativos da região, o modelo de negócio sustentável contribuiu para conservar dois milhões de hectares de floresta.

Leia mais: Campanha de Gisele Bündchen vai plantar 250 mil árvores na Amazônia

“É muito triste saber que, em pleno século XXI, ainda se tenha um pensamento extrativista, em que a derrubada da floresta ocorre para benefício de poucos. Um sistema antigo e ultrapassado, onde as comunidades e a natureza saem perdendo”, diz Gisele. "As atividades econômicas ligadas à floresta precisam ser sustentáveis e é necessário que sejam criadas oportunidades de negócios e renda para as comunidades com a floresta em pé, o que, segundo os estudiosos, é muito mais lucrativo e beneficia a todos", emenda a supermodelo.

Confira: Na véspera de seu aniversário de 40 anos, Gisele Bündchen fala sobre meio ambiente, filhos, e plástica: 'Eu me arrependi e não sei se faria novamente'

Para Gisele, o empoderamento das comunidadas da Amazônia por meio do uso das riquezas de forma consciente ajuda a proteger a floresta. "É necessário que haja este envolvimento das comunidades para que elas entendam o valor da natureza que lhes proporcionará uma economia sustentável e de longo prazo. Também acredito muito em criar oportunidades através do turismo sustentável. É uma forma de gerar renda na região aproveitando as maravilhas que a natureza oferece", afirma. Para Gisele, quanto mais pessoas conhecerem a Amazônia, melhor será. "Criarão empatia pela região e mais defenderão a natureza", conclui.

Para marcar a data, a empresa está relançando linhas clássicas, como a de castanha, com fórmulas turbinadas.