É normal ficar irritado quando estamos com fome? A ciência afirma que sim; entenda

Atire a primeira pedra quem nunca ficou irritado ou com raiva e depois descobriu que era fome. A emoção é tão comum que existe um festival de memes fazendo piada da situação e até mesmo um termo em inglês chamado "hangry", uma associação das palavras "hungry" (faminto, em tradução livre) e "angry' (que pode significar bravo, irritado ou com raiva, em tradução livre). Um novo estudo, liderado por cientistas do Reino Unido e da Áustria, descobriu que a associação entre a sensação de fome e a presença de emoções negativas é real.

Wesley Safadão: ‘Quadro de saúde piorou’, diz médico do cantor

Botox e bichectomia: Quais são os procedimentos estéticos que podem ser feitos no dentista

A equipe recrutou 64 adultos com idades entre 18 e 60 anos. Ao longo de três semanas, eles preencheram pesquisas curtas, cinco vezes, sobre seu bem-estar emocional quando estavam com fome. Isso foi feito por meio de um aplicativo no celular. As perguntas envolviam sentimentos atuais de fome, irritabilidade e raiva. Eles também relataram seu estado emocional atual e nível de alerta.

Os participantes enviaram detalhes sobre idade, nacionalidade, status de relacionamento atual, peso, altura e educação antes de completar as pesquisas.Embora a relação entre fome e emoções tenha sido estudada em laboratórios, essa é a primeira vez que pesquisadores analisam como as pessoas reagem ao sentimento de estar “com fome” na vida cotidiana.

Menos banho: Entenda por que especialistas recomendam tomar menos banho

Os resultados, publicados na revista Plos One, mostraram que a fome estava associada a sentimentos mais fortes de raiva e irritabilidade e níveis mais baixos de prazer. Depois de analisar os números, os pesquisadores determinaram que a fome era responsável por 37% da variação da irritabilidade, 34% da variação da raiva e 38% da variação de prazer registradas pelos participantes. A pesquisa também revelou que essas emoções negativas são causadas tanto pela sensação real de fome quanto pela vontade de comer.

Ainda não está claro de que forma a fome aciona esses sentimentos negativos, mas os pesquisadores têm algumas hipóteses para explicar essa associação. Uma delas é baseada em estudos que sugerem que o baixo nível de açúcar no sangue aumenta a impulsividade, a raiva e a agressividade. Outra propõe que, quando as pessoas estão com fome, elas tendem a interpretar o mundo de forma mais negativa, como se incomodar mais com o calor ou com um lugar lotado.

Ansiedade: saiba que alimentos podem ser grandes aliados contra a doença

A pesquisa não propõe novas soluções para o problema, mas, segundo o líder do estudo, o psicólogo social da Universidade Anglia Ruskin, Viren Swami, ser capaz de reconhecer e rotular a emoção já pode ajudar. Afinal, uma vez que as pessoas reconhecem que estão irritadas porque estão com fome, há uma solução simples para se sentir melhor: comer algo rápido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos