'Quem é o presidente da Venezuela?', perguntam os brasileiros ao Google

Os venezuelanos que se opõem ao presidente Nicolás Maduro realizam uma manifestação em São Paulo, no Brasil, em apoio ao autoproclamado líder da oposição Juan Guaido como presidente interino da Venezuela, em 23 de janeiro de 2019

"Quem é o presidente da Venezuela?" é uma das principais perguntas que os brasileiros fizeram ao Google nas últimas 24 horas, informou o Google Trends nesta quinta-feira (24).

O país caribenho viveu um dia intenso de protestos contra o governo de Nicolás Maduro na quarta-feira, quando o parlamentar Juan Guaidó se autoproclamou presidente interino, respaldado por Estados Unidos, Canadá, Brasil e outros países da região.

As buscas sobre "Venezuela" aumentaram 750% no Google, convertendo-se em um dos principais assuntos do dia.

"Juan Guaidó", o nome do presidente da Assembleia Nacional que desafia Maduro, se tornou um dos temas de maior crescimento, com uma alta de 1.050% no Brasil, revelou o Google Trends.

"Venezuela" também lidera as buscas mundiais do Google, registrando um aumento de 350%.

"O que está acontecendo na Venezuela?", "O que é um presidente interino?", "O que pode acontecer com a Venezuela?", "O que o PT diz sobre a Venezuela?", "O que vai acontecer na Venezuela?" e "Por que a Venezuela está em crise?" foram as outras perguntas que os usuários brasileiros fizeram ao motor de buscas.

O Twitter no Brasil também se viu agitado pela situação no país vizinho. "#BrasilYVenezuelaConGuaidó" era um dos principais assuntos na rede nesta quinta-feira.

Brasil e Venezuela compartilham 2.200 quilômetros de fronteira. Mais de 150.000 venezuelanos deixaram o seu país por via terrestre em direção ao Brasil devido à grave crise econômica, política e social que atravessa o país caribenho, governado há duas décadas por Hugo Chávez - falecido em 2013 - e Maduro.

Com a chegada maciça de imigrantes venezuelanos a Roraima, Caracas e o governo de Maduro se tornaram tema de interesse na última eleição presidencial brasileira.

O atual presidente Jair Bolsonaro, de extrema direita, que tomou posse em 1º de janeiro, é um crítico ferrenho de Maduro, a quem não reconhece e qualifica de "ditador".

Em consonância com a posição de Estados Unidos e Canadá, Bolsonaro reconheceu Guaidó na quarta-feira como presidente interino do país, que vive dias turbulentos marcados por protestos, mortos, feridos e instabilidade política.