'É uma doença complicada. É difícil você voltar ao normal', diz Pazuello sobre Covid-19

Paula Ferreira
·1 minuto de leitura
Pablo Jacob / Agência O Globo
Pablo Jacob / Agência O Globo

BRASÍLIA — Em sua primeira agenda pública após ser diagnosticado com o novo coronavírus o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que ainda não está "completamente recuperado". Segundo ele, a Covid-19 "é uma doença complicada" e é "difícil de voltar ao normal". Nesta quarta-feira, o ministro participou do lançamento da campanha Novembro Azul.

— Queria agradecer as palavras de carinho pela recuperação, não estou completamente recuperado, é claro. É uma doença complicada. É difícil você voltar ao normal, mas a gente já consegue trabalhar um pouquinho. É o primeiro dia de atividade no trabalho — disse o ministro.

No dia 21 de outubro, logo após ser diagnosticado com a doença, Pazuello participou de uma live com o presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, o ministro afirmou que estava utilizando vários medicamentos, incluindo a cloroquina, e que havia acordado "zero bala".

Apesar da declaração, dias depois, em 30 de outubro, o ministro acabou sendo internado em um hospital particular em Brasília, onde permaneceu internado por dois dias, sendo transferido em seguida para o Hospital das Forças Armadas. Durante sua fala, nesta quarta-feira, o ministro voltou defender a liberdade de prescrição dos médicos, o que vem sendo reiterado pelo Ministério da Saúde como argumento para orientação do uso da cloroquina desde os níveis iniciais da Covid-19.

— Buscar atendimento precoce na grande maioria das doenças é a melhor opção. Isso serve para coronavírus, câncer, qualquer tipo de doença. Tem que procurar um médico e nossos médicos têm que ter liberdade de prescrever — disse.