"Ênfase de Putin no conservadorismo criou ponte com Bolsonaro”, diz historiador brasileiro

·2 min de leitura

O mês de dezembro de 2021 marca os 30 anos do fim da União Soviética. A RFI conversou sobre esse assunto com o historiador brasileiro Angelo Segrillo, professor associado do departamento de História da USP e especialista na história da Rússia e da União Soviética.

Para quem não lembra ou não acompanhou esse fato histórico, o acadêmico destaca que a situação econômica e política explicaria o fim da União Soviética, há três décadas.

“É um processo muito complexo e que reuniu vários fatores. O fator econômico foi importante no deslanchar da Perestroika”, diz. A palavra Perestroika, que literalmente significa reconstrução, recebeu a conotação de reestruturação econômica. “A desaceleração econômica da União Soviética nas décadas de 1970 e 1980, mesmo período em que houve um aumento tecnológico no Ocidente, preocupava os líderes soviéticos e fez com que eles iniciassem a Perestroika, o que foi seguido de vários outros fatores, que acabaram confundido aquele processo”, explica.

As metas à época eram de mais abertura política e econômica, o que não se concretizou. “No início dos anos 1990, havia um deslumbramento muito grande com o que poderia ser o capitalismo, algo que poderia levar o país a ser parecido com a Suécia, ou seja, um capitalismo com preocupações sociais. Porém, nos anos 1990, houve uma grande crise, um processo de privatizações feito de forma muito rápida e que levou a uma crise econômica e queda do Produto Interno Bruto (PIB) da Rússia maior do que o que se viu nos Estados Unidos, durante a Grande Depressão de 1929”, analisa.

Mão de ferro

De acordo com Angelo Segruillo, “as relações do Brasil com a Rússia dependem muito da vontade política dos seus governantes”.


Leia mais

Leia também:
Tensões entre Alemanha e Rússia levam a expulsões de diplomatas
G7 alerta Rússia sobre "enormes consequências" em caso de uma invasão da Ucrânia
Tensões geopolíticas com a Rússia fazem preço do gás disparar na Europa em pleno inverno

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos