Índia começa a vacinar jovens de 15 a 18 anos

·1 min de leitura
Trabalhador de saúde inocula jovem com vacina anticovid-19 na campanha de vacinação para pessoas na faixa etária de 15 a 18 anos, em Nova Délhi, 3 de janeiro de 2022 (AFP/Money SHARMA)

Índia começou, nesta segunda-feira (3), a vacinar jovens de 15 a 18 anos contra a covid-19 e, ao mesmo tempo, as autoridades reforçam as medidas sanitárias nas grandes cidades para conter a propagação da variante ômicron e impedir que a pandemia volte a arrasar o país como aconteceu na primavera boreal (outono no Brasil) de 2020.

Mais de 200.000 pessoas morreram por coronavírus no país durante uma onda desenfreada que colapsou hospitais, crematórios e cemitérios entre os meses de abril e junho.

Desde então, os profissionais de saúde já aplicaram mais de 1,4 bilhão de doses, mas menos da metade dos 1,3 bilhão dos habitantes do gigante asiático recebeu as duas doses necessárias, conforme dados oficiais.

Na manhã de hoje, na capital do país, Nova Délhi, acompanhados dos pais, centenas de adolescentes esperavam em frente a uma escola transformada em centro de vacinação para receber sua primeira dose.

"É realmente algo bom poder receber a primeira vacina", revelou o jovem entusiasmado, Sumadeep, de 16 anos, depois de ser vacinado com uma dose da Covaxin, fabricado na Índia.

"É um presente de Ano Novo para os jovens", comemorou.

As autoridades indianas estão preocupadas com a alta taxa de contágio da ômicron, o que levou à adoção de novas medidas restritivas, em vigor desde a semana passada.

bur-gle/qan/lth/jg/spi/age/an/gf/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos