Índia espera que Twitter cumpra novas regras locais

Por Krishna N. Das

NOVA DÉLHI (Reuters) - A compra do Twitter por Elon Musk não mudará a expectativa da Índia de que deve cumprir as regras de tecnologia atuais e futuras do país, que serão publicadas dentro de dias, disse um ministro do governo à Reuters nesta sexta-feira.

Nos últimos dois anos, as autoridades indianas pediram ao Twitter para agir em conteúdos como contas que apoiam um estado sikh independente, postagens que supostamente espalharam desinformação sobre protestos de agricultores e tuítes críticos às ações do governo durante a pandemia.

"Nossas regras e leis para intermediários permanecem as mesmas, independentemente de quem possui as plataformas", disse Rajeev Chandrasekhar, ministro de Estado de tecnologia da informação da Índia. "Assim, a expectativa de cumprimento das leis e regras indianas permanece."

Chandrasekhar disse que as regras de TI alteradas da Índia serão divulgadas na sexta ou sábado após meses de consulta. Ele não respondeu diretamente a uma pergunta sobre o banimento de indivíduos do Twitter, como a atriz de Bollywood Kangana Ranaut.

Ranaut, uma fervorosa defensora do primeiro-ministro Narendra Modi, teve sua conta no Twitter banida por violar suas regras sobre abusos e discursos de ódio quando, em maio do ano passado, pediu a Modi que recorresse a táticas de gângster para "domar" um de seus rivais políticos.

A atriz, que ganhou vários prêmios de atuação na Índia, compartilhou pedidos de usuários que apelaram a Musk para restaurar sua conta no Twitter.

(Reportagem adicional de Tanvi Mehta)