Índia prepara programa de vacinação contra Covid-19 para 300 milhões de pessoas

Devjyot Ghoshal e Neha Arora
·2 minuto de leitura
.

Por Devjyot Ghoshal e Neha Arora

NOVA DÉLHI (Reuters) - A Índia vai lançar um programa de vacinação contra Covid-19 até a próxima semana visando abranger 300 milhões de pessoas até julho, segundo a principal autoridade de saúde do país, no que seria uma das maiores iniciativas de vacinação contra o coronavírus do mundo.

As autoridades prepararam cerca de 29.000 instalações frigoríficas de armazenagem em todo o país e ensaios de vacinação em grande escala foram realizados em 125 distritos abrangendo todos os Estados, disse o secretário federal de Saúde, Rajesh Bhushan, nesta terça-feira.

"Uma convocação final será feita pelo governo", afirmou Bhushan em uma coletiva de imprensa quando questionado sobre uma data específica de lançamento.

O regulador de medicamentos da Índia aprovou no domingo duas vacinas --incluindo a desenvolvida pela AstraZeneca e a Universidade de Oxford-- para uso emergencial, também atraindo o interesse de outros países em desenvolvimento que buscam vacinas contra Covid-19.

Bhushan disse que não existe proibição de exportação de vacinas, esclarecendo relatos da mídia de que o governo havia imposto restrições para garantir que as demandas domésticas fossem atendidas primeiro.

A Índia é o maior fabricante mundial de vacinas e sua indústria farmacêutica vem liberando capacidade e avançando com investimentos para ajudar a apoiar uma campanha global de vacinação.

Mas o governo da Índia não anunciou acordo de compra com nenhum dos dois fabricantes de vacinas aprovados: Bharat Biotech e Serum Institute of India, que produzirá a vacina AstraZeneca-Oxford.

De acordo com o plano atual, as vacinas serão primeiro entregues pelos fabricantes em quatro instalações principais de armazenamento e, em seguida, transferidas para 37 locais estaduais, disse Bhushan.

De lá, as vacinas serão transportadas por estrada para centenas de distritos, onde as autoridades locais vacinarão os profissionais de saúde pré-registrados em instalações designadas.

No Estado de Odisha, no leste do país, por exemplo, as autoridades prepararam um banco de dados de mais de 300.000 profissionais de saúde que serão vacinados em 3.898 instalações por equipes de cinco membros, de acordo com um documento do governo.

No Estado do primeiro-ministro Narendra Modi, Gujarat, seis depósitos principais de vacinas foram criados, juntamente com 41 instalações de armazenamento.

(Reportagem adicional de Sumit Khanna em Ahmedabad e Jatindra Dash em Bhubaneswar)