Índia prevê investimento de pelo menos US$25 bi em chips com pacote de incentivos

Por Munsif Vengattil

NOVA DÉLHI (Reuters) - A Índia espera obter um investimento de pelo menos 25 bilhões de dólares como resultado de um pacote de incentivos destinado a aumentar a fabricação local de chips e telas, disse o vice-ministro de Tecnologia da Informação, Rajeev Chandrasekhar, nesta quarta-feira.

A previsão veio horas depois que o governo indiano aprovou aumento de apoio fiscal para novas instalações de semicondutores. O incentivo agora cobre 50% dos custos do projeto e o governo afirmou que o plano remove o teto de investimento máximo para permitir incentivos à fabricação de telas.

O governo do primeiro-ministro Narendra Modi está buscando atrair mais investimentos de alto valor sob um plano de incentivo de 10 bilhões de dólares voltado para a produção de microprocessadores e telas, com o objetivo de tornar a Índia um ator-chave na cadeia de global de suprimentos.

O governo indiano havia concordado anteriormente em cobrir entre 30% e 50% do custo de instalação de novas fábricas de telas e chips. Nova Délhi também disse nesta quarta-feira que o plano inclui também 50% dos investimentos em instalações de empacotamento de semicondutores.

Chandrasekhar disse que o governo indiano está conversando com muitas empresas globais para atrair investimento no setor de chips do país, mas não citou nomes.

"Essas conversas estão acontecendo no contexto de vários pacotes e programas de incentivo que foram anunciados por vários países", disse Chandrasekhar.

"Nossa proposta é... temos um histórico comprovado de crescimento da indústria eletrônica. E também acompanhamos o requisito básico de infraestrutura para estabelecer a fabricação", acrescentou.