Índia promete mais vacinas enquanto mortes por Covid-19 seguem acima de 4 mil por dia

·1 minuto de leitura

Por Manas Mishra e Aishwarya Nair

BNEGALURU (Reuters) - Alguns Estados indianos afirmaram neste domingo que ampliaram os lockdowns para ajudar a conter a pandemia de Covid-19, que matou mais de 270 mil pessoas no país, e o governo federal prometeu aumentar o fornecimento de vacinas.

O número de mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas na Índia subiu para acima de 4 mil pela quarta vez na semana, mas as 311.170 novas infecções de domingo representam o menor crescimento em um único dia em mais de três semanas.

Autoridades sanitárias federais alertaram contra a complacência pelo "platô" do crescimento de infecções, e pediram que os Estados abram mais unidades de tratamento intensivo e fortaleçam a sua força de trabalho médica.

Os Estados de Dhéli e Haryana, no Norte, ampliaram os lockdowns, que terminariam na segunda-feira, por mais uma semana.

O ministro-chefe de Dhéli, Arvind Kejriwal, disse que a taxa de casos positivos proporcional ao total de testes realizados havia caído para 10%, de até 30% no começo do mês.

"Não queremos perder o que ganhamos na última semana. Então vamos ampliar o lockdown por mais uma semana", disse Kejriwal a repórteres.

(Reportagem de Manas Mishra em Bengaluru e Aishwarya Nair em Mumbai)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos