Índia reabre fronteiras após 20 meses de fechamento

·1 min de leitura
Fiéis durante o festival hindu de Chhat Puja, em frente ao Taj Mahal, na cidade de Agra, na Índia, em 10 de novembro de 2021 (AFP/Pawan SHARMA)

A Índia reabriu suas fronteiras, nesta segunda-feira (15), para turistas de países, com os quais mantém acordos, após um fechamento de 20 meses pela pandemia da covid-19.

Famosa pelo Taj Mahal, por seus palácios do deserto e pelas reservas de tigres, a Índia fechou suas fronteiras a todos os turistas estrangeiros em março de 2020, em plena pandemia.

No momento, o número de casos de contágio está em queda. Este novo quadro aumentou a pressão feita pelo setor do turismo, crucial para a economia indiana, sobre o governo, levando as autoridades a anunciarem uma flexibilização das medidas.

Desde 15 de outubro, estão sendo emitidos vistos para estrangeiros totalmente vacinados procedentes de países com acordos mútuos e que chegarão em voos fretados. Estes turistas apenas terão de monitorar sua saúde durante os 14 dias posteriores à sua chegada.

De acordo com as operadoras de turismo, a demanda continua sendo baixa, devido aos altos preços das passagens e às restrições que ainda pesam sobre do Reino Unido e China, entre outros países.

Os turistas destes países, assim como os de União Europeia, Brasil e África do Sul, terão de passar por medidas adicionais na chegada, incluindo testes de detecção de coronavírus.

ja-stu/qan/sag/zm/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos