Índice acionário japonês salta com sinais de desaceleração em mortes por coronavírus

Homem com máscara de proteção passa em frente a painel com cotações do índice Nikkei em Tóquio, Japão

SYDNEY (Reuters) - O mercado acionário da China avançou nesta segunda-feira diante de uma desaceleração no número de mortes pelo Covid-19 e de novos casos globais, incluindo em Nova York e Itália.

Ao mesmo tempo, incertezas sobre um potencial confinamento em Tóquio deixaram investidores afastados.

O índice referencial Nikkei ganhou 4,2%, a 18.576,30 pontos, maior nível de fechamento em quase uma semana e acompanhando os ganhos nos futuros dos mercados acionários dos Estados Unidos.

Também ajudou o fato de que a Itália informou no domingo o menor número diário de mortes pelo coronavírus em mais de duas semanas, conforme as autoridades começam a falar sobre uma segunda fase da batalha contra o vírus uma vez que o isolamento imposto há um mês é relaxado.

Os mercados na China ficaram fechados nesta segunda-feira devido a um feriado público.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 4,24%, a 18.576 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 2,21%, a 23.749 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC permaneceu fechado.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, não teve operações.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 3,85%, a 1.791 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 1,61%, a 98.818 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 3,40%, a 2.470 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 4,33%, a 5.286 pontos.



(Reportagem de Tomo Uetake)