‘Órfãos da terra’ é eleita melhor novela no Rose d’Or Awards, em Londres

O Globo

A novela “Órfãos da terra” , da TV Globo , foi a vencedora da categoria telenovelas no Rose d’Or Awards , premiação suíça que ocorre desde 1961 para coroar os melhores programas da televisão do mundo. Em quase 60 anos de história do prêmio, foi a primeira vez que uma novela brasileira saiu laureada. A vitória foi anunciada pelo blog de Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

Autoras da produção que teve seu último capítulo exibido no fim de setembro, Duca Rachid e Thelma Guedes estiveram neste domingo no Kings Place, em Londres, onde a atual edição foi realizada, para receber o prêmio.

— Duca e eu gostaríamos que todos nós pudéssemos colocar luz em histórias de um mundo com menos fronteiras restritas, com mais empatia, compaixão e amor, onde todo mundo pode ser um filho ou filha de nossa real nação: o planeta Terra — discursou Thelma, que já tinha vencido, também ao lado de Duca, o Emmy Internacional de melhor novela em 2014, por “Joia rara”.

Amor proibido

Atração da faixa das seis, “Órfãos da terra” contou a história do amor proibido entre Jamil ( Renato Góes ) e Laila ( Julia Dalavia ), dois refugiados sírios que precisaram deixar sua terra natal e partiram para o Brasil para reconstruírem suas vidas. Laila está prometida em casamento ao poderoso sheik Aziz ( Herson Capri ), mas foge com seus pais para São Paulo. O sheik, então, envia seu afilhado Jamil para o Brasil, no intuito de levar Laila de volta e obrigá-la a cumprir o contrato de casamento. Mas Jamil acaba se apaixonando por Laila e os dois decidem se casar, despertando a ira de Aziz. Depois que o sheik é assassinado, a sua filha Dalila ( Alice Wegmann ) dá sequência ao plano de vingança do pai, fazendo de tudo para separar o casal.

— O prêmio só prova a qualidade do tema e a importância em nível mundial. É muito emocionante! É fantástico estar aqui — agradeceu Duca.

Com direção de Gustavo Fernandéz, “Órfãos da terra” ficou no ar entre abril e setembro deste ano, quando foi substituída por “Éramos seis”, ainda no ar.

 

Parceria com a ONU

O elenco contava ainda com nomes como Marco Ricca, Ana Cecília Costa, Eliane Giardini, Paulo Betti e Carmo Dalla Vecchia.

Para usar a questão dos refugiados como pano de fundo da trama, a equipe fez ainda uma parceria técnica com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e contou com a colaboração de uma arquiteta da agência para a montagem do campo de refugiados cenográfico, com a disponibilização de uniformes e tendas reais de operações humanitárias — que foram substituídas pela Globo por novas unidades habitacionais. A emissora também contou com informações sobre o contexto de deslocamento forçado e integração sociocultural das pessoas refugiadas. Além disso, o elenco teve a participação de um refugiado sírio, o ex-BBB e ator Kaysar Dadour, que trouxe um olhar real para o personagem. Atualmente, todos os 154 capítulos de “Órfãos da terra” estão disponíveis no Globoplay.