Óscar Tabárez não é mais técnico da seleção do Uruguai

·2 min de leitura
O técnico Oscar Tabárez comandou a seleção do Uruguai por 15 anos (AFP/Matilde Campodonico)

Após 15 anos e 8 meses, Óscar Tabárez não é mais técnico da seleção do Uruguai, informou nesta sexta-feira a federação de futebol do país.

"O Comitê Executivo da AUF (Associação Uruguaia de Futebol) informa que decidiu rescindir o contrato do Sr. Oscar Washington Tabárez e de outros membros da equipe técnica da equipe principal", indicou a entidade através de um comunicado.

Tabárez deixa o cargo após as quatro derrotas consecutivas nas Eliminatórias Sul-Americanas para Copa do Mundo de 2022, que colocaram a seleção uruguaia na 7ª posição, longe do grupo dos quatro primeiros que garante vaga direta para o Mundial do Catar.

- Treinador com mais tempo à frente de uma equipe -

O 'Maestro' Tabárez, de 74 anos, chega ao fim de um extenso período de quase três décadas como técnico do Uruguai, um recorde à frente de uma mesma equipe de futebol.

Tábarez chegou ao cargo pela primeira vez em 1988, saindo em 1990.

As dúvidas sobre sua permanência no comando da seleção começaram há um mês, após as três rodadas das eliminatórias disputadas em outubro.

As derrotas por 3 a 0 para a Argentina e por 4 a 1 para o Brasi, depois do empate sem gols em casa com a Colômbia, atraíram críticas tanto na torcida quanto dos dirigentes a seleção nacional.

Naquela época, o desconforto dos dirigentes não era tanto pelos resultados, mas pela falta de atitude da equipe e a sensação de mal-estar no vestiário, onde os jogadores não teriam sido cobrados firmemente pela comissão técnica.

Porém, após uma reunião realizada há algumas semanas com a comissão técnica no centro de treinamento da seleção, os dirigentes decidiram dar mais uma chance ao "Maestro".

Mas essa oportunidade foi por terrra após as derrotas para os argentinos (1-0) e a Bolívia (3-0) nas últimas rodadas disputadas em novembro, que empurraram a equipe uruguaia para a sétima posição na tabela.

Tabárez deixa a seleção após um processo de sucesso que transformou a imagem da equipe no mundo todo.

Sob seu comando, o time recuperou o brilho do passado, se classificou para três Copas do Mundo consecutivas, chegando às semifinais da África do Sul-2010 e ficando em quinto na Rússia-2018. Além disso, conquistou a Copa América 2011 na Argentina.

Em seu comunicado, a AUF expressou "enfaticamente" que a decisão de sua demissão "não implica ignorar a importante contribuição de Tabárez ao futebol uruguaio".

“Saudamos e reconhecemos as conquistas esportivas fundamentais obtidas nestes 15 anos, que mais uma vez colocaram o Uruguai nos primeiros lugares do futebol mundial”.

Segundo Jorge Casales, membro da AUF, a entidade ainda não definiu o substituto de Tabárez.

“Vamos analisar rapidamente, mas não com urgência. Nada vai ser de forma apressada, mas já estamos focados nessa próxima fase”, disse o delegado da AUF, que garantiu que ainda não conversaram sobre nomes para o cargo.

gv/ol/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos