Ômicron: Anvisa identifica dois casos positivos no Brasil em 'teste preliminar'

·2 min de leitura
teste positivo de coronav[irus
teste positivo de coronav[irus

Uma análise preliminar de dois brasileiros com covid-19 identificou a presença da variante ômicron do coronavírus, encontrada inicialmente na África do Sul e considerada potencialmente mais transmissível, segundo informou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) nesta terça-feira (30/11).

Um passageiro vindo da África do Sul que havia desembarcado no aeroporto de Guarulhos (São Paulo) em 23 de novembro, portando um resultado negativo em seu teste de RT-PCR, voltou a ser testado no laboratório do mesmo aeroporto, preparando-se para seu voo de regresso ao continente africano, na companhia de sua mulher.

Ambos testaram positivo para a covid-19.

Um sequenciamento genético do vírus feita pelo laboratório do Hospital Albert Einstein confirmou, em caráter preliminar, nesta terça se tratar da variante ômicron - por enquanto, os primeiros casos confirmados no Brasil.

Agora, segundo a Anvisa, as amostras serão enviadas para uma análise laboratorial "confirmatória", a ser feita pelo Instituto Adolfo Lutz.

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo informou, na tarde desta terça, que se trata de um homem de 41 anos e uma mulher de 37 anos.

"O exame inicial (PCR) foi feito no dia 25 de novembro e os dois apresentavam sintomas leves na ocasião. Diante do diagnóstico positivo, o casal foi orientado a permanecer em isolamento domiciliar. Ambos estão sob monitoramento das Vigilâncias estadual e municipal de São Paulo, juntamente com seus respectivos familiares", diz a secretaria.

Além disso, "está em andamento no Instituto Adolfo Lutz o sequenciamento genético referente ao caso comunicado à Vigilância estadual no domingo (28). O passageiro com origem da Etiópia não apresentava sintomas e, por ter visitado a África do Sul, buscou a testagem no aeroporto de Guarulhos. Ele reside na cidade homônima, onde segue em isolamento desde o desembarque e é monitorado pela Vigilância do município".

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos