Ômicron impulsiona onda de Covid e Tóquio tem maior número de casos novos desde outubro

·1 min de leitura
Visitantes caminham sob decoração de Ano Novo na rua Nakamise, no distrito de Asakusa, em Tóquio

Por Junko Fujita

TÓQUIO (Reuters) - A variante Ômicron do coronavírus está por trás da onda crescente de infecções pela Covid-19 em Tóquio, onde o número de novos casos subiu para 103 na segunda-feira, a partir de 84 no dia anterior, e o maior número desde 8 de outubro.

A governadora, Yuriko Koike, disse que Tóquio tinha 25 casos de Ômicron, dos quais 11 teriam sido possivelmente transmitido de forma comunitária, disse a Kyodo News.

O Japão se prepara para a alta nos números de infecções por conta das viagens durante o feriado de Ano Novo.

Em Okinawa, onde os turistas lotam os populares resorts na praia, as novas infecções pelo coronavírus subiram para 130 na segunda-feira, maior número desde 25 de setembro, segundo a Kyodo News. Na segunda-feira, Okinawa registrou um total de 88 casos da variante Ômicron, afirmou a agência.

A Ômicron também se espalha por outras regiões do país. Kanagawa, vizinha de Tóquio, confirmou um caso na segunda, de acordo com a Kyodo. Hiroshima, na região oeste do Japão, confirmou 12 novos casos, trazendo o total para 14, segundo o jornal Chugoku Shimbun.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos