Ômicron: Nilópolis, na Baixada Fluminense, confirma caso da variante em transmissão comunitária

·1 min de leitura

A Secretaria Municipal de Saúde de Nilópolis confirmou o segundo caso de variante Ômicron no estado do Rio. A cidade está entre os nove municípios onde a Secretaria de Estado de Saúde afirmou que havia casos suspeitos.

A paciente que teve o diagnóstico confirmado para a nova cepa do coronavírus é uma mulher de 61 anos. Segundo a prefeitura de Nilópolis, ela teve sintomas este mês e foi monitorada por 15 dias, e não transmite mais a doença. A Secretaria Municipal de Saúde afirma ainda que todas as pessoas que tiveram contato com a paciente foram monitoradas e testaram negativo. A paciente, que é moradora de Nilópolis, não tem histórico de viagem do exterior. Segundo a prefeitura de Nilópolis, caso indica transmissão comunitária.

O primeiro caso confirmado da variante Ômicron no estado do Rio de Janeiro foi em uma paciente de 27 anos, residente dos Estados Unidos, que chegou ao Brasil há duas semanas e buscou atendimento em uma unidade de saúde da capital. A prefeitura do Rio disse que era um caso isolado, sem transmissão comunitária.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos