Ômicron: Rio tem 94 casos suspeitos da variante; Paes prevê aumento de casos de Covid-19

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

RIO — A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio afirma que a cidade tem 94 casos suspeitos da variante Ômicron do Coronavírus sendo monitorados. Até a última terça-feira, o número divulgado pela SMS era de 31 casos suspeitos. Na última semana, a cidade registrou um aumento no índice de positividade dos testes para Covid-19, que passou de 0,7% para 5,5%.

Na manhã desta quinta-feira, 30, o prefeito Eduardo Paes disse que o réveillon de Copacabana o preocupa menos do que as festas em família, onde, segundo ele, a transmissão de Covid-19 ocorre de forma muito mais intensa. Paes também comentou o aumento da taxa de positividade da doença na última semana e disse que o Rio de Janeiro deve registrar um "aumento significativo" dos casos:

— As pessoas falam muito do réveillon em Copacabana, mas isso é o que menos me preocupa. Me preocupa muito mais as festas e celebrações que as pessoas fazem em ambientes fechados e as famílias se encontrando nas datas de dezembro. Isso, em geral, são locais de transmissão muito mais intensos. Se tiver com sintomas, se preserve, se cuide e evite ter contato com muita gente em ambientes fechados.

Segundo ele, a taxa de positividade para a doença estava em 0,77 no Rio, ou seja, menos de uma confirmação a cada 100 testagens. No entanto, na última semana esse índice passou para 5,5. Para Paes, os números confirmam a percepção geral.

— Todos nós, dentro do nosso ambiente de convívio, começamos a ouvir que 'tem alguém com Covid, alguém pegou Covid'. Então isso que vamos ouvindo as pessoas no nosso entorno falarem, começamos a perceber também na testagem. Estamos monitorando e informando, mas devemos ter certamente um aumento significativo dos casos de Covid. Isso ainda não se manifestou em internações ou problemas mais graves — detalhou o prefeito do Rio.

Segundo o prefeito, a cidade está preparada.

— Nós estamos preparados. Entendemos que não há mais ambiente para novas restrições. Mas é óbvio que as pessoas precisam ficar atentas, sim. Vamos torcer para que todos se vacinem e entendam que essa é uma doença que está aí e que precisamos tomar todos os cuidados.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, algumas amostras dos casos suspeitos de variante Ômicron ainda serão encaminhadas à Fiocruz para sequenciamento genômico para confirmar a nova cepa. O município monitora esses pacientes, que tiveram sintomas leves e não precisaram de internação. Até o momento, apenas um caso da variante foi confirmado na cidade em uma paciente de 27 anos, residente dos Estados Unidos, que buscou atendimento em uma unidade de saúde do município há duas semanas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos