Ônibus de 13 empresas circulam com atraso nesta quarta-feira em SP

*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 18.02.2020 - Ônibus cruza ponto na Consolação com avenida Paulista, em São Paulo (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)
*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 18.02.2020 - Ônibus cruza ponto na Consolação com avenida Paulista, em São Paulo (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Ônibus de 13 empresas saíram com atraso das garagens no início da manhã desta quarta-feira (1). O motivo são assembleias de motoristas e cobradores, realizadas nas garagens durante a madrugada. Os trabalhadores estão em campanha salarial.

De acordo com a SPTrans, às 6h a operação da frota estava normalizada. As empresas responsáveis pelas linhas serão autuadas pelas viagens não realizadas no início da manhã.

A SPTrans obteve decisão liminar na Justiça do Trabalho, na noite de terça (31), que determinou a manutenção de 80% da frota operando nos horários de pico e 60% nos demais horários, sob pena de multa diária de R$ 50 mil.

Em nota, a SPTrans informou que acompanha as negociações trabalhistas entre os operadores de ônibus e as empresas concessionárias e "espera que haja entendimento entre as partes e que a população de São Paulo não seja prejudicada".

O presidente do sindicato dos motoristas e cobradores, Valdevan Noventa, afirmou que a liminar da Justiça não impede a realização de assembleias.

"Isso é uma obrigação do sindicato. Devemos seguir com todos os protocolos da Campanha Salarial", disse.

Relação de empresas retornando à operação

Santa Brígida (Zona Norte);

Gato Preto (Zona Norte);

Sambaíba (Zona Norte);

Express (Zona Leste);

Viação Metrópole (Zona Leste);

Via Sudeste (Zona Sudeste);

Campo Belo (Zona Sul);

Gatusa (Zona Sul);

KBPX (Zona Sul);

MobiBrasil (Zona Sul);

Viação Metrópole (Zona Sul);

Transppass (Zona Oeste);

Gato Preto (Zona Oeste).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos