Ônibus de acidente na Bahia era irregular

O ônibus envolvido em um acidente que matou 36 pessoas na madrugada de hoje, na Bahia, era irregular. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Rodoviária Federal, o veículo já pertenceu a duas empresas e não tinha autorização para realizar o serviço de fretamento. Porém, uma liminar concedida por uma juíza de Brasília impedia os policiais rodoviários de fiscalizarem o ônibus.

O veículo transportava trabalhadores rurais. Eles seguiam de Mato Grosso do Sul para Pernambuco, onde fariam uma empreitada de corte de cana. No acidente, que aconteceu no km 583 da BR-116, se envolveram ainda uma carreta e um caminhão-baú.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, o trecho onde ocorreu o acidente, conhecido como Serra dos Cem, é uma ladeira com três faixas de rolagem, duas para subir e uma em descida. Por volta das 2h o ônibus estaria ultrapassando um caminhão em local permitido quando o motorista da carreta, em sentido contrário, teria perdido o controle do veículo logo após fazer uma curva, atingindo o ônibus de frente.

Ainda de acordo com a assessoria de imprensa da PRF, a gravidade do acidente está dificultando a identificação dos corpos das vítimas. A Secretaria de Saúde do município de Buíque, destino dos trabalhadores, se comprometeu a fazer o transporte dos corpos para Pernambuco.

Os feridos, entre eles os motoristas do ônibus e do caminhão, foram encaminhados a hospitais de Jequié e Jaguaquara, na Bahia. Um deles, internado no Hospital Prado Valadares, de Jequié, está em estado grave. Os corpos foram levados para as sedes do Instituto Médico Legal de Jequié, de Brumado e de Vitória da Conquista.

Carregando...

Siga o Yahoo Notícias