Ônibus elétrico: Niterói quer substituir 10% da frota pelo modelo até 2024

·2 minuto de leitura

NITERÓI — O ônibus elétrico que começou a circular na cidade na última segunda-feira será usado em um período de teste, por dois meses, pelos consórcios que atuam no município: o Transnit, que opera na região entre o Centro e as praias da Baía de Guanabara; e o Transoceânico, que transporta passageiros na Região Oceânica. A prefeitura quer substituir 10% da frota que faz o serviço de transporte de passageiros por veículos do tipo até 2024 e diz que se o custo da operação for reduzido, o valor da passagem também será.

De acordo com o secretário municipal de Urbanismo e Mobilidade, Renato Barandier, neste período de testes do ônibus serão avaliados autonomia, custo de operação, resposta geral ao dia a dia de uso, logística de carregamento das baterias e manutenção.

— O combustível e o custo de manutenção estão entre os principais fatores de pressão sobre o aumento das tarifas e, se os valores forem reduzidos, trarão benefício direto para o passageiro sobre o valor da passagem. Esses cálculos só poderão ser feitos após o teste — ressalta.

Nos primeiros 30 dias, o ônibus rodará nas linhas 49, 61 e 62. Nos 30 dias seguintes, nas linhas Oceânica 1, 46, 48 e 33. O valor da passagem é o mesmo cobrado pelos ônibus movidos a combustível: R$ 4,05.

O veículo em circulação foi emprestado pelo fabricante para o período de testes. A prefeitura pretende adquirir 5% da frota de ônibus elétrico, o que corresponde a 40 veículos. Os outros 5% deverão ser adquiridos pelas concessionárias. Cada veículo pode custar até R$ 2 milhões.

— Depois desses dois meses, a prefeitura poderá avaliar a viabilidade de ter esses veículos circulando na nossa cidade em maior escala. Nosso objetivo inicial é chegar a 10% da frota com ônibus elétricos até 2024. Porém, prazos e a forma de atingir essa marca só poderão ser definidos após o período de testes — diz Barandier.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos