Ônibus ficam cheios, e Crivella interrompe linha do BRT no Rio

JÚLIA BARBON

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) anunciou que vai fechar neste fim de semana a linha do BRT Transoeste, corredor exclusivo de ônibus que atende toda a zona oeste do Rio de Janeiro. A linha, onde a demanda tem sido grande, vai receber 15 ônibus da frota da cidade para reforçar o serviço a partir de segunda (23).

Como houve menos circulação de passageiros na Transolímpica, também na zona oeste, e na Transcarioca, que vai até a zona norte, elas seguirão funcionando. Na quinta (19), Crivella havia colocado funcionários municipais para fiscalizar estações e autorizado motoristas a pararem os veículos se houvesse aglomeração. "Caso não respeitem, vamos parar o BRT", ameaçou.

Nesta sexta, disse: "Ontem, nós tomamos diversas medidas para evitar que os passageiros entrassem em pé, aglomerados. Infelizmente, não surtiram efeito no Transoeste, que será fechado neste fim de semana".

O prefeito também fez um apelo a Wilson Witzel (PSC) para que permitisse o transporte intermunicipal sem pessoas em pé –o governador proibiu ônibus entre a região metropolitana e outras cidades. "Muitos funcionários do Rio usam o transporte intermunicipal. Se suspende, eles vêm em vans, trens, e pode haver superlotação", afirmou.