Última vitória do Fluminense sobre Santa Fe teve quatro expulsos e confusão; veja raio-x do adversário

Marcello Neves
·3 minuto de leitura

O Fluminense se prepara para encarar o segundo desafio nesta edição de Libertadores: terá pela frente o Santa Fe, da Colômbia, pela segunda rodada do Grupo D nesta quart-feira, às 21h (de Brasília), no Maracanã. Apesar de ter menos altitude, já que a partida mudou de Bogotá para Armenia, o tricolor precisa tomar cuidado com outras armadilhas dos Cardiais.

Até aqui, Fluminense e Independiente Santa Fe só fizeram confrontos amistosos. Das três partidas, duas foram vencidas pelos tricolores. Os colombianos levaram a melhor uma vez. Foram três gols marcados e um sofrido pelo clube carioca.

A última vitória, no entanto, chama a atenção por ter tido quatro expulsos. Isso mesmo, quatro cartões vermelhos em uma partida amistosa. Os gols foram marcados por Waldo, aos 25 minutos e Paulinho, aos 44. Porém, Clovis e Edemilson, do Fluminense, e Montero e Perazzo, do Santa Fe, foram expulsos após uma confusão que deixou as duas equipes com nove em campo.

Segundo a crônica do Jornal O GLOBO, a partida chegou a ser interrompedia pelos inúmeros incidentes e jogadas bruscas.

O Santa Fe chega golpeado após perder por 3 a 1 para o Junior Barranquilla, na partida de ida das quartas de final do Campeonato Colombiano. Os Cardiais ficaram na segunda colocação geral com 33 pontos (e o Junior, que também está no grupo do Fluminense na Libertadores, foi o 7º colocado, com 29). Também está em má fase fisicamente, pois está em uma grande sequência utilizado os titulares, e tecnicamente, pois não está obtendo bons resultados.

A escalação provável para enfrentar o Fluminense é: Castellanos, Alexander Porras, Torijano, Palacios, Mosquera; Pico, Giraldo, Arias, Jhon Velásquez (Caballero), Osorio; Diego Valdés (Jorge Ramos). Técnico: Harold Rivera.

A principal ausência é o lateral-direito Carlos Arboleda, que foi expulso diante do Junior Barranquilla, na 1ª rodada da Libertadores. Sherman Cardernas, ex-Atlético-MG, também será desfalque por lesão muscular. O principal retorno é o do atacante Diego Valdés, que se destaca pelo jogo aéreo e deve ser titular.

Os principais nomes da equipe são o volante Daniel Giraldo e o goleiro Castellanos, que é ídolo do clube. Kevin Osorio, com sete gols em 18 partidas na temporada, é o artilheiro. Seíjas, ex-Internacional e Chapecoense, deve começar no banco.

Theo González, da ESPN Colômbia: "Santa Fe precisa ter o controle da bola e uma boa marcação principalmente contra o lado direito do Fluminense. As maiores preocupações estão com as pontas, Luiz Henrikque foi muito bem contra o River Plate e também tem Kayky. Cazares também chama atenção. Está se falando também de Nenê e Ganso como maiores destaques e pode acontecer uma marcação homem a homem contra eles.

Yerson David, da Noticias Uno: "É um jogo para o Santa Fe se reabilitar após a derrota no Colombiano, apesar da diferença de qualidade entre as duas equipes. Com certeza veremos um time de Bogotá que sai para comandar o jogo com posse de bola e aproveitando as pontas com Kelvin Osorio e Jhon Arias, embora a falta de gol nos últimos duelos preocupe muito. Esperava-se que a altura de Bogotá jogasse a favor de Santa Fe, mas agora há uma incerteza total"