Única brasileira na final do 'The X factor: celebrity' revela nervosismo para a decisão

Bia Rohen

Da internet para o palco do "The X factor: celebrity". Sofia Oliveira, descoberta publicando vídeos no YouTube, é a representante brasileira na final do programa britânico. Integrante do grupo V5, criado especialmente para a competição, a curitibana diz estar ansiosa durante toda a semana para a decisão, que será realizada neste sábado.

"Fico muito nervosa durante a semana inteira. A gente tem que pegar tudo de última hora. Coreografia, música, tudo pode mudar. Dançar e cantar ao mesmo tempo é bem difícil, e o melhor momento é estar no palco. Depois que passa a apresentação, a sensação é de 'ufa', de que tudo valeu a pena", conta a cantora, de 20 anos.

Convivência com Simon Cowell

O quinteto é formado por meninas de cinco países diferentes da América Latina: Sofia (Brasil), Alondra Martinez (Porto Rico), Laura Buitrago (Colômbia), Renata Vaca (México) e Wendii Sarmiento (Cuba). Cantando covers de músicas pop, o grupo é uma aposta de Simon COwell, nome por trás da formação de fenômenos mundiais como Spice Girls, Now United e Fifth Harmony. Passado o susto da seleção, Sofia conta que já ficou nervosa na presença do empresário.

"Todo mundo que já assistiu 'The X factor' tem medo do Simon, e a gente estava assim no dia da audição. Mas ele nos deixou tranquilas. Mesmo exigente, ele sempre tenta ajudar e é muito educado. Nunca coloca a gente pra baixo e pergunta nossa opinião. O fato de ele ser um dos jurados ajuda porque precisamos dar o nosso melhor para supreendê-lo. Gosto desse desafio, e gostamos muito dele", detalha.

Amizade com demais integrantes

Atualmente, as intregrantes do V5 moram juntas, em Londres. Apesar dos compromissos com o programa, Sofia diz que a amizade entre elas ultrapassa as relações de trabalho, com uma "mãozinha" do empresário

"Nossa relação é muito boa, mas nossa diversão é em casa por não termos tempo para sair. Simon diz para ficarmos unidas porque o público vai sentir nossa energia. Depois do programa, vamos juntas para os Estados Unidos", adianta.

Sacrifícios

Sofia conta que terminou o ensino médio e não se preocupou em fazer vestibular. Encerrada a etapa da escola, a cantora só quis se dedicar à carreira musical. Determinada, ela conta que todo sacrifício é pequeno diante do seu sonho.

"O mais difícil é ter que ficar longe da família e de outras pessoas que amo, já que não vou poder morar mais em Curitiba. Para driblar a saudade, tento falar com a família quando é possível. De resto, sempre a minha carreira está em primeiro lugar", desabafa.