10 dicas recomendadas por terapeutas para enfrentar sua ansiedade

Fiona Tapp
Dicas para controlar a ansiedade.

Os 40 milhões de americanos que convivem com um transtorno de ansiedade sabem como os sintomas físicos e mentais podem ser assustadores. Problemas como dores de cabeça debilitantes, falta de ar e ficar repensando algo persistentemente transformam mesmo as tarefas diárias mais simples em empreitadas que parecem impossíveis. Para quem não sofre do transtorno, momentos de ansiedade aguda – ligados a estresse financeiro ou relacionado ao trabalho, por exemplo – podem provocar os mesmos sintomas e sensações.

Mas existem maneiras de tratar e controlar o problema. Consultamos especialistas para ouvir o que eles recomendam para mitigar a ansiedade e seus conselhos para quando é preciso buscar ajuda profissional. Veja abaixo alguns dos pequenos truques que eles indicaram.

1. "Congele" sua ansiedade

A sugestão da psicoterapeuta Sheri Heller, de Nova York, é a seguinte: literalmente "apagar as chamas" de sua ansiedade.

Heller recomenda que você mergulhe as mãos em água gelada ou jogue água gelada no rosto. "O estímulo sensorial com água gelada pode brecar os sentimentos dissociativos que muitas vezes acompanham a ansiedade e proporcionar alívio imediato dos níveis de cortisol elevados pela ansiedade", ela explicou.

2. Cerre os punhos

Fazer exercício físico é ótimo para aliviar a ansiedade, mas propor que você saia para correr quando está no meio de um ataque de pânico não chega a ser realista. Mas, segundo Nicole O-Pries, terapeuta de Richmond, Virginia, algumas atividades físicas podem ter um efeito positivo, mesmo algo tão simples quanto contrair e soltar diferentes partes de seu corpo.

"Ponha as mãos sobre as pernas ou ao lado delas. Cerre os punhos, como se estivesse furioso, e as contraia ao máximo. Respire fundo e relaxe os punhos um pouco ao final da expiração", ela recomendou. "Continue a fazer respirações profundas e vá soltando os punhos aos poucos, até suas mãos ficarem completamente abertas. Depois estique os...

Continue a ler no HuffPost