10 filmes sobre aventuras e viagens no espaço

·9 min de leitura

O espaço ainda nos fascina. Apesar de a humanidade já ter conseguido ir até lá mais de uma vez e até mesmo enviado de cachorros a bilionários, a vastidão do cosmos continua a nos intrigar e a despertar nossa imaginação em muitos níveis.

Não por acaso, desde a corrida espacial ao longo da Guerra Fria, não faltaram filmes sobre o que existe em meio às estrelas. Como uma válvula de escape para essas dúvidas que nem sempre sabemos responder, o cinema se tornou o palco perfeito para que criemos fantasias sobre o que está além do nosso alcance.

É por isso que não faltam histórias espaciais. Algumas delas são mais científicas e centradas, imaginando situações que realmente podem acontecer (ou que, de fato, aconteceram) com quem for um dia para além das fronteiras do nosso planeta. Outros deixam a imaginação ir mais longe e vão criar fábulas com outras raças ou mesmo contos de terror para nos lembrar por que é melhor ficarmos sossegados em nosso planeta. E todas as opções são igualmente deliciosas.

Por isso, o Canaltech listou alguns dos melhores filmes que você precisa ver sobre o espaço. De aventuras completamente inverossímeis a viagens que mais parecem uma previsão do futuro, não faltam opções e clássicos que nos motivem a olhar para o céu.

10. 2001 – Uma Odisseia no Espaço

Não há como sequer pensar em falar sobre filmes no espaço sem citar esse que é um dos maiores clássicos da história do cinema, indo muito além da ficção científica. Essa obra-prima de Stanley Kubrick é responsável por muito daquilo que temos em nosso imaginário hoje sobre como é o espaço.

Só para você ter uma ideia, ele é de 1968 e já discutia sobre implicações de uma inteligência artificial — isso enquanto fazia um belo paralelo com a própria evolução humana. Não por acaso, sua trilha sonora, cenas e personagens se tornaram ícones do cinema. Isso tudo faz com que ele siga sendo muito atual.

Quer dizer, atual em sua temática, já que sua linguagem pode causar um grande estranhamento em quem está acostumado com o ritmo mais acelerado e frenético das produções modernas. Só que, mesmo sendo mais lento e até mesmo complexo, não tem como imaginar o espaço sem passar por 2001. É presença obrigatória em qualquer lista do gênero.

9. Star Wars: O Despertar da Força

Já que estamos falando de clássicos espaciais, não podemos deixar de citar a maior de todas as franquias. Star Wars é tão icônico quando o assunto é fantasia no espaço que toda e qualquer produção do gênero acaba referenciando o universo criado por George Lucas. Tanto que muito do que ele criou lá em 1977 ainda serve de base para o que vem sendo produzido hoje.

E por ser algo tão seminal assim, nem faz sentido recomendar os filmes da trilogia original. Se você gosta de qualquer coisa minimamente relacionada ao espaço, certamente você já assistiu a esses filmes. Por isso, nossa recomendação aqui está em O Despertar da Força, o sétimo capítulo da saga e que introduziu vários novos elementos e modernizou a história dos Skywalkers.

Sabemos que o filme tem seus problemas e que a mais recente trilogia entregou muito menos do que prometeu, mas vamos combinar que O Despertar Força acerta muito bem em capturar o espírito dos primeiros Star Wars, apresentar novos personagens, trazer de volta os antigos e ainda deixar todo mundo empolgado a cada nova cena. Esqueça o que veio depois e aproveite o momento: você não vai se arrepender.

8. Interestelar

Mas se o seu interesse for mais aquela ficção-científica cabeçuda, repleta de conceitos físicos e reviravoltas que podem ser devidamente explicados na sala de aula, Interestelar é o seu filme. Lançado em 2014 pelo diretor Christopher Nolan, ele não chega a ser uma unanimidade entre os críticos por causa de algumas decisões de roteiro, mas não há como negar o quanto ele é cientificamente preciso em muitos aspectos e como isso faz dele um filme muito interessante.

A história se passa alguns anos no futuro, quando a Terra já sofre com os efeitos do aquecimento global. Para tentar contornar a situação, um ex-piloto da NASA vai ao espaço em busca de uma solução — e isso envolve entrar em buracos de minhoca e visitar planetas distantes.

O que mais chama a atenção é o quanto o longa respeita diversas teorias de astrofísica, o que faz dele um filme bastante denso e repleto de explicações. Se, por um lado, isso atrapalha o ritmo da história, por outro mostra que o universo é realmente fantástico e que basta um pouco de atenção às leis que regem o cosmos para que tenhamos aventuras impactantes. A cena em que o personagem de Matthew McConaughey volta para a nave e descobre que os 15 minutos que ele estava em um planeta correspondem a anos na Terra é impressionante até hoje — e um conceito muito pouco explorado em Hollywood.

7. Star Trek

Por muito tempo, Star Trek foi sinônimo de ficção-científica, seja nos cinemas ou nas séries de TV. E a premissa era justamente de oposição a Star Wars: enquanto os Skywalkers seguiam uma aventura bastante fantasiosa, o Capitão Kirk tinha uma pegada bem mais comedida e até mesmo utópica da exploração espacial.

E o filme de 2009 atualiza diversos conceitos, muda um pouco dessa dinâmica e aproxima da linguagem aventuresca de Guerra nas Estrelas — o que fez os fãs mais puristas torcerem o nariz —, mas consegue entregar uma história que realmente empolga. Dirigido por J.J. Abrams, a releitura do clássico funciona muito bem e é uma porta de entrada para a franquia como um todo, uma vez que ela não nega o que veio antes.

6. O Primeiro Homem

Existem vários filmes que vão falar sobre a ida do homem à Lua, mas destacamos aqui o mais recente deles. O Primeiro Homem foca justamente nos preparativos de Neil Armstrong para realizar esse feito — e isso significa mais de uma década de preparativos, treinamentos e tensões.

O interessante aqui é que ele vai além daquilo que a gente se acostumou a ver nos livros de História ou do discurso patriota dos americanos. Tudo isso ainda está presente, é verdade, mas o filme explora também o lado humano e pessoal do astronauta, sua relação com a família e as motivações que o levam a se dedicar tanto para uma missão que ele nem sabe se vai dar certo.

5. Guardiões da Galáxia

Ainda na seara da fantasia espacial, não tem como deixar de falar de Guardiões da Galáxia. A Marvel trouxe um grupo totalmente disfuncional de heróis que, até então, eram completos desconhecidos até mesmo de quem lia quadrinhos. E o resultado é maravilhosamente divertido — muito graças à direção caótica de James Gunn, que conseguiu tornar essa equipe bizarra bastante cativante.

E mesmo que você não seja um fã de super-heróis, saiba que Guardiões da Galáxia funciona muito bem de forma isolada, uma vez que ele não dialoga em nada com Homem de Ferro, Capitão América e o resto dos Vingadores. As únicas pontas de conexão funcionam mesmo se você não viu nenhum dos outros filmes, então vá sem medo e prepare-se para apaixonar-se por um homem-árvore e um guaxinim de trabuco.

4. Passageiros

Não se deixe enganar por Jeff Bezos: ir ao espaço não é tão simples assim e as viagens por entre as estrelas são bem mais demoradas do que a fantasia nos ensinou. E é a partir dessa premissa que Passageiros explora uma ideia bastante curiosa: um grupo de astronautas é enviado em uma espécie de coma induzido para o espaço, mas dois deles acabam despertando 90 anos antes do esperado e agora precisam conviver um com o outro no isolamento da nave.

O que vale destacar aqui é que, apesar de a proposta parecer quase um romance, ele traz algumas reviravoltas bem interessantes — a começar pela morte iminente por causa de um problema na nave — e que fazem do filme muito mais que isso. Vale a pena ser visto.

3. Gravidade

Gravidade é um filme que merecia ser visto no cinema, mas que ainda assim é uma excelente pedida para o seu streaming. Isso porque ele explora muito bem a vastidão (e o vazio) do espaço e a telona consegue captar muito bem tudo isso.

A história gira em torno de uma astronauta que fica à deriva no espaço após um acidente com a sua nave. E justamente por se propor a ser cientificamente realista, tudo se torna ainda mais agoniante, porque você não consegue ver como ela vai sair daquela situação e tudo começa a ficar cada vez mais desesperador.

E ele consegue tudo isso por ser tecnicamente impecável. Não por acaso, teve 10 indicações ao Oscar e levou sete, incluindo melhores efeitos visuais, edição de som, fotografia e diretor.

2. Alien – O Oitavo Passageiro

Não há como falar de terror no espaço sem passar pela franquia Alien. E por mais que ela tenha se perdido em meio às tantas sequências, o filme original segue sendo uma obra-prima inquestionável. Isso porque o diretor Ridley Scott conseguiu traduzir tudo aquilo que nos fascina e amedronta quando o assunto é espaço: ao mesmo tempo em que ele é imenso, viver em meio às estrelas é claustrofóbico e você não faz ideia do que vai encontrar.

Na trama, a tripulação da nave Nostromo se vê presa com uma criatura alienígena que passa a caçar um a um — e o desafio é sobreviver e impedir que a criatura chegue à Terra. A premissa é bem simples, mas consegue criar uma ambientação tão envolvente que vai te fazer se questionar se ir para o espaço é realmente uma boa ideia.

Aliás, Alien – O Oitavo Passageiro é tão clássico que praticamente tudo o que foi feito relacionado a terror no espaço acaba bebendo daquilo que o filme de 1979 apresentou. De outros filmes a videogames, todo mundo reverencia o Xenomorfo e seu legado.

1. Apollo 13: Do Desastre ao Triunfo

Se tem uma frase que deixa todo e qualquer filme imediatamente mais tenso é “Baseado em Fatos Reais”. E essa é apenas uma das razões que fazem de Apollo 13 um filme tão bom. Ele conta a história da terceira missão enviada para a Lua que acabou de forma desastrosa, já que problemas técnicos forçaram a NASA a trazer os astronautas de volta à Terra. Mas como fazer isso com segurança?

Toda a tensão do filme gira em torno dessa questão, usando inclusive trechos reais de conversas entre a central de controle e a equipe em órbita — o que serve apenas para deixar tudo ainda mais angustiante. E por mais que os livros de História (e o próprio título em português) sejam um enorme spoiler sobre o que aconteceu, não há como não ficar apreensivo e roendo as unhas de nervoso.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos