11 livros para entender a crise na Amazônia

Redação Vida e Estilo
Floresta Amazônica
Foto: Divulgação

O aumento das queimadas e do desmatamento que atingem principalmente Amazônia colocaram o Brasil no foco da imprensa internacional e se tornaram os assuntos mais comentados nos últimos dias.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Por isso, selecionamos obras que podem te ajudar a entender as políticas ambientais na região e a crise na floresta amazônica, além de aumentar seu conhecimento sobre desenvolvimento sustentável.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Compre: "A Última Floresta. A Amazônia Na Era Da Globalização", de Brian Kelly e Mark London, por R$ 57,20

Em 1980, os autores percorreram a Amazônia pela primeira vez e encontraram 3% da floresta completamente destruídos. Já naquela época, uma pergunta incômoda os assombrava - seria possível equilibrar as necessidades de uma população em crescimento e de uma economia em expansão com a preservação da última grande floresta da Terra? Após 25 anos, a pergunta continuava a mesma, mas a cifra da destruição aumentara para 20%, a floresta deixara de ser o mítico pulmão do mundo, e finalmente estabelecera-se uma relação clara entre aquecimento global e o desmatamento acelerado.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Compre: "Amazônia, Geopolítica na Virada do III Milênio", de Bertha K. Becker, por R$ 36,00

O livro oferece uma compreensão da dinâmica regional amazônica a partir da análise das formas conflituosas de sua apropriação por diferentes autores. Essa compreensão é pontuada pelo conceito de fronteira, desenvolvido pela autora em obras anteriores, enquanto espaço não plenamente estruturado e, por isto mesmo, potencialmente gerador de realidades novas; um espaço cuja especificidade é a sua virtualidade histórica.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Compre: "História Ambiental. Fronteira, Recursos Naturais e Conservação da Natureza", de José Augusto Drummond, José Luiz de Andrade Franco e Sandro Dutra e Silva, por R$ 57,60

A história ambiental apresenta-se como um campo vasto e diversificado de pesquisa. Diferentes aspectos das interações entre sistemas sociais e sistemas naturais são esquadrinhados anualmente por milhares de pesquisadores. A produção engloba tanto realidades florestais e rurais quanto urbanas e industriais, dialogando com inúmeras questões econômicas, políticas, sociais e culturais. A história ambiental, como ciência social, deve sempre incluir as sociedades humanas. Mas também reconhecer a historicidade dos sistemas naturais.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Compre: "Amazônia Sustentável. Desenvolvimento Sustentável Entre Políticas Públicas. Estratégias Inovadoras e Experiências", de Martin Coy e Gerd Kohlhepp, por R$ 36,75

A política de desenvolvimento regional aprendeu nos últimos anos com as experiências negativas anteriores e tenta, por conseguinte, uma retomada do processo. Trata-se de conjugar a proteção do meio ambiente e dos territórios indígenas com o incentivo às iniciativas locais, no intuito de assegurar, dessa maneira, fundamentos vitais para a população regional. Vemos nesta obra que são imprescindíveis, tanto para a preservação dos recursos naturais como para o combate à pobreza na região amazônica, condições de desenvolvimento sustentável nas regiões rurais e urbanas. O livro é fruto do trabalho da Rede Amazônia Sustentável (SUSAM), composta por pesquisadores e organizações de diversos países.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Compre: "Sistemas Conservacionistas de Recuperação de Pastagem Degradada", de Ricardo Loiola Edvan, por R$ 30,40

O livro aborda o principal problema da atualidade encontrado na pecuária brasileira, que são as áreas degradadas com baixa produção de animais e produtos, tendo como foco principal o uso de técnicas que já foram aprovadas pelos principais especialistas e pelos pecuaristas brasileiros. A leitura proporciona um conhecimento atual sobre as principais técnicas de recuperação de áreas degradadas de pastagem, utilizadas no Brasil e que podem também ser utilizadas em outros países.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Compre: "Agroenergia: Solução para o clima ou saída da crise para o capital?", de François Houtart, por R$ 66,94

O livro examina o papel da energia no desenvolvimento da humanidade, a degradação do clima e a maneira pela qual o capitalismo tratou o problema. Aqui também são abordadas as condições reais da extensão dos agrocarburantes, mostrando as condições ecológicas e sociais de sua produção. A obra termina com uma reflexão sobre a função econômica dos agrocarburantes e as soluções oferecidas pelas energias renováveis, propondo transformações que atingem a raiz do problema: mudar o modelo de desenvolvimento.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Compre: "Fundamentos de Política e Gestão Ambiental. Caminhos Para a Sustentabilidade", de Marcelo Bursztyn e Maria Augusta Bursztyn, por R$ 89,28

O livro traz elementos para o entendimento de questões de natureza técnica socioeconômica, político institucional, de relações internacionais e jurídicas que são imprescindíveis para o enfrentamento do desafio de compatibilizar meio ambiente e desenvolvimento. Aborda temas como a evolução histórica da questão ambiental, os princípios que orientam a base da legislação e os instrumentos da política ambiental, os conflitos socioambientais, a experiência brasileira em política e gestão ambiental, questões globais como as mudanças climáticas, a conservação da biodiversidade, a governança ambiental internacional; e muitos outros.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Compre: "Pecuária, uso da Terra e Desmatamento na Amazônia: um Estudo Comparativo do Brasil, do Equador e do Peru", de Charles H. Wood, Jean François Tourrand e Fabiano Toni, por R$ 40,00

Em meados da década de 1990, já se detectava em toda Amazônia uma forte atração dos pequenos produtores rurais pela atividade pecuária. Que conjunto de fatores poderia explicar um fenômeno aparentemente tão homogêneo em um contexto de contrastes regionais tão heterogêneos? Por meio de entrevistas aprofundadas, uma equipe interdisciplinar de pesquisadores buscou entender os fatores que, na opinião dos próprios produtores, motivam suas decisões de investir em pecuária.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Compre: "Fronteira Agrícola na Amazônia. Capitalismo e Circuitos Produtivos", de Eduardo Margarit, por R$ 36,80

Abordando a dinâmica da fronteira agrícola capitalista na Amazônia, a partir da expansão dos circuitos produtivos do agronegócio, e utilizando como estudo de caso a análise do processo de organização do espaço ao longo da BR-163 (Cuiabá-Santarém), o autor investiga os novos arranjos socioespaciais que estão surgindo diante da pavimentação do trecho paraense da rodovia. A análise dos embates políticos em torno do projeto de pavimentação da BR-163, no contexto do avanço da fronteira agrícola na Amazônia, é de fundamental importância, revelando a constituição de tramas políticas envolvidas com a incorporação de novas terras ao agronegócio.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Compre: "Conflitos ambientais no Brasil", de Henri Acselrad, Alfredo Wagner Berno de Almeida, Lourdes Gonçalves Furtado e outros, por R$ 34,30

Uma das maiores preocupações do novo século está na exploração dos recursos ambientais. Se por um lado há consenso quanto à necessidade urgente de preservação destes recursos, por outro há um número cada vez maior de conflitos sociais relacionados aos modos de exploração e preservação dos mesmos recursos. O Brasil tem apresentado, especialmente nas últimas décadas, vários exemplos destes conflitos, que transcendem as questões de direito de uso e propriedade e têm como base questões sociais profundas.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Compre: "As Amazônias", de Bertha K. Becker, por R$ 82,00

O livro reúne as pesquisas de mais de 40 anos da geógrafa sobre a região. Bertha Becker é uma referência internacional em Geografia Política, principalmente em estudos sobre a Amazônia, que considerava estratégica para o país. Sua obra propõe um novo modelo de desenvolvimento sustentável para a região: “Produzir para preservar.” Assim, chama a atenção para necessidade do desenvolvimento social, econômico e tecnológico integrado, protegendo a natureza, a qualidade de vida da população local e a autonomia do Brasil no mundo global.