2 - Adolescente é atingida por bala perdida em varanda de apartamento no Rio

WALESKA BORGES
·2 minuto de leitura

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Uma adolescente de 17 anos foi atingida por bala perdida, na noite deste sábado (7), enquanto participava de uma comemoração na varanda de um apartamento na Tijuca, zona norte do Rio. Júlia Borges foi atingida nas costas. Ela ficou com a bala alojada na musculatura entre o pulmão e a coluna. Segundo o padrinho da vítima, o jornalista Anderson Ramos, a adolescente foi atingida no imóvel que fica na Rua Garibaldi, por volta das 22h. O tiro atingiu a jovem quando a família se preparava para cantar os parabéns do aniversário de um primo dela "Foi um momento de terror. Estávamos a poucos minutos de bater os parabéns. Os adultos estavam na sala e as crianças e adolescentes na varanda. Quando chamamos por eles, ouvimos um grito muito forte. A minha comadre verificou que a jaqueta da Júlia estava com uma perfuração", disse Anderson. A adolescente foi socorrida pelos familiares para o Hospital Quinta D'Or, em São Cristóvão, também na zona norte, onde realizou exames. O estado de saúde dela é estável e não há risco de morte. A retirada do projétil será avaliada pela equipe médica. A família da adolescente não ouviu nenhum disparo, mas suspeita que o tiro possa ter partido do Morro do Andaraí, nas imediações do imóvel, onde estaria ocorrendo uma troca de tiros. Ainda segundo o padrinho de Júlia, o projétil que atingiu a adolescente ficou alojado em um músculo que dá aceso ao pulmão --a poucos centímetros da aorta e da coluna dela. "Ela está bem lúcida, orientada. Falamos com ela. Porém, está com muita dor e está sendo tratada com medicamento para isso", contou Ramos. De acordo com a Polícia Civil, foi instaurado inquérito na 19ª DP (Tijuca) para apurar de onde partiu e a autoria do disparo que atingiu a jovem. A delegacia vai ouvir testemunhas e familiares da vítima. "As investigações estão em andamento", informou por nota a Polícia Civil. De acordo com a família, uma perícia preliminar foi feita no apartamento. Questionada sobre o fato, a Polícia Militar não informou se policiais militares participaram de troca de tiros na noite deste sábado no Morro do Andaraí.