2 - ATUALIZADA - Mulheres ligadas à Globo fazem protesto em apoio a figurinista

SÃO PAULO, SP, E RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Funcionárias e mulheres ligadas à Rede Globo fizeram na manhã desta terça (4) um protesto em apoio à figurinista Susllem Meneguzzi Tonani, que acusou de assédio o ator José Mayer no blog da Folha de S.Paulo #AgoraÉQueSãoElas.

As mulheres se mobilizaram para trabalhar usando camisetas com a frase "Mexeu com uma, mexeu com todas". O protesto também acontece em redes sociais, com uma postagem em massa de fotos da camiseta.

Funcionárias da Globo fizeram reuniões nos últimos dias para discutir assédio. Os encontros foram organizados por um grupo que reúne desde camareiras até diretoras e atrizes, que foram recebidas também pelo diretor-geral Carlos Henrique Schroder.

Após as conversas, as funcionárias decidiram agir em solidariedade à figurinista Susllem Tonani. Artistas como Cissa Guimarães, Tainá Müller, Drica Moraes, Mariana Xavier, Sophie Charlotte vestiram as camisetas e publicaram fotos em redes sociais.

Outras, postaram apenas a frase em seus perfis no Instagram, como Leandra Leal, Letícia Sabatella, Cleo Pires, Dira Paes, Monica Iozzi, Camila Pitanga, Bruna Marquezine e Carolina Ferraz.

Colegas de elenco de Mayer na última novela das nove, "A Lei do Amor", também se manifestaram. Alice Wegmann escreveu: "No domingo passado, estive reunida com algumas das mulheres que mais admiro para discutir um assunto importantíssimo que ainda é, infelizmente, muito recorrente no nosso país. O assédio, moral e sexual, merece um basta - e já! Ele não pode mais ser 'normal'". Grazi Massafera também mostrou seu apoio ao protesto.

Outros artistas que compartilharam as telas com Mayer, como Taís Araújo, que atuou ao seu lado em "Viver a Vida", e Deborah Secco, de "Laços de Família", também publicaram mensagens nas redes sociais.

As apresentadoras Fernanda Lima, Angélica, Chris Flores, Regina Casé, Fátima Bernardes e Sonia Abrão, assim como as cantoras Daniella Mercury, Claudia Leitte e Valesca Popozuda, também se manifestaram. "Respeita as 'mina'", escreveu esta última.

Alguns homens repudiaram as atitudes pelas quais Mayer está sendo acusado. Tiago Abravanel, Serginho Groisman, Caetano Veloso, Rodrigo Hilbert e Luciano Huck compartilharam imagens que pedem o fim dos casos de assédio.

REDE GLOBO

A Globo diz que participou das reuniões e que na última segunda (3) houve uma conversa "franca e aberta" sobre o caso com chefes da área de entretenimento. "Essa acabou sendo mais uma oportunidade para que a Globo reforce crenças de respeito à diversidade, ao ser humano, que existem na emissora há tempos."

Procurado, José Mayer publicou carta aberta dizendo que errou ao fazer brincadeiras de cunho machista. Na semana passada, ele havia negado a acusação de assédio e pediu para que não "misturem ficção com realidade".

Segundo o colunista Fernando Oliveira, da Folha de S.Paulo, após as acusações, a Globo decidiu que Mayer não fará a novela para a qual estava escalado, "O Sétimo Guardião". A avaliação da emissora é de que será necessário tempo fora do ar para evitar desgaste. Além disso: personagens sedutores nunca mais.

A Rede Globo comentou o assunto em nota. "Essa é uma atitude isenta e responsável da Globo de não dar visibilidade a uma das partes envolvidas numa questão que é visceralmente contra tudo que a Globo acredita. E não é uma atitude isolada. A atitude da Globo será sempre essa. A de defender que casos como esse devem ser apurados, ouvindo e oferecendo todo apoio às duas partes, dando possibilidade para que a verdade aflore e criando condições para que não se repitam. Foi isso que fizemos. E é isso que sempre faremos", diz a empresa.

Em outra nota, a Comunicação da Globo diz que a emissora "repudia toda e qualquer forma de desrespeito, violência ou preconceito. E que zela para que as relações entre funcionários e colaboradores se deem em um ambiente de harmonia de acordo com o código de ética e conduta do Grupo Globo".

A emissora disse ainda que tomou a decisão de suspender o ator de produções futuras por tempo indeterminado e que se solidariza a iniciativa de funcionários, colaboradores e executivos de usar nesta terça (4) camisetas com os dizeres "Mexeu com uma, mexeu com todas".

"O ator José Mayer, de enorme talento e com grandes serviços prestados à Globo e às artes brasileiras, certamente terá oportunidade de expressar seus sentimentos em relação ao triste episódio e esclarecer que atitudes pretende tomar. A Globo lamenta que Susllen Tonani tenha vivido essa situação inaceitável num ambiente que a emissora se esforça cotidianamente para que seja de absoluto respeito e profissionalismo. E, por essa razão, pede a ela sinceras desculpas", completou a nota da Globo.