Em vídeos, artistas pedem a Cármen Lúcia que resista a pressões

1 / 1
Ministro do STF deve cobrar debate formal sobre prisões

GÉSSICA BRANDINO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Artistas como Juliana Paes e Fafá de Belém gravaram vídeos em apoio à ministra Cármen Lúcia. A mobilização nas redes sociais conta ainda com uma hashtag que pede a presidente do STF (Supremo Tribunal de Justiça) que resista diante do impasse em torno da prisão após condenação em segunda instância. Movimentos também programam um ato em frente ao STF nesta terça-feira (20).

A questão voltou a ser debatida após a confirmação da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no TRF-4 (Tribunal de Justiça da 4ª Região), em janeiro. Em decisão unânime, os juízes da oitava turma elevaram a pena de Lula para 12 anos e um mês de prisão e determinaram o cumprimento após o julgamento dos recursos pelo tribunal.

Cármen Lúcia tem argumentado que o tema já foi discutido em 2016, quando a maioria dos ministros passou a autorizar a execução provisória da pena, antes de esgotados os recursos nos tribunais superiores. Ministros do STF se reunirão nesta terça-feira (20) para discutir o assunto.

De acordo com Meire Cruvinel, do MBL (Movimento Brasil Livre), as mensagens dos artistas foram gravadas para movimentos de rua. Foram recebidos cerca de 40 depoimentos, que devem ser divulgados ao longo da semana.

A primeira montagem —publicada no Facebook do MBL sob o título “Artistas em campanha para Lula ser preso!”, que não é mencionado pelos artistas— mostra as mensagens enviadas por Juliana Paes, Márcio Garcia, Fafá de Belém, Victor Fasano e Daniele Suzuki. O material também foi divulgado por outros movimentos, como Vem pra rua e Nas ruas.

“Ministra Cármen Lúcia, todos nós queremos justiça. Estamos aqui para te desejar força, pra dizer que estamos contigo e que a opinião pública está contigo também”, afirma a atriz Juliana Paes.

O ator Márcio Garcia deseja força à ministra, afirma que a Operação Lava Jato não pode parar e pede justiça. “Todos nós brasileiros contamos com a sua toga e a sua determinação”, diz. Já a cantora Fafá de Belém fala da confiança na decisão da ministra. “Confiamos plenamente nas suas mãos. Força para fazer o que a senhora sempre fez: fazer o que é certo”, afirma.

Além dos vídeos, na noite desta segunda (19) a hashtag #resistacarmenlucia foi usada para manifestar apoio à ministra, compartilhada pelo presidenciável João Amoedo, do Partido Novo —que divulgou o tuitaço em sua página na rede— e pelo presidente do PTB, Roberto Jefferson.

MBL, Vem pra Rua, Rua Brasil entre outros movimentos confirmaram presença no ato em frente ao Supremo nesta tarde para pedir à corte que não reveja a jurisprudência no caso da prisão em segunda instância. “Alguns ministros do STF vem tomando posições contrárias. Isso é uma clara tentativa de livrar Lula e outros condenados da Prisão”, afirma o MBL na divulgação do ato.