2 - FBI tem dados que sugerem elo entre Trump e Rússia na eleição, diz CNN

ISABEL FLECK

WASHINGTON, ESTADOS UNIDOS (FOLHAPRESS) - O FBI (polícia federal americana) teria informações que indicam uma possível coordenação de assessores de Donald Trump com operadores russos para vazar informações que pudessem prejudicar a campanha da democrata Hillary Clinton à Casa Branca, segundo a rede CNN.

Segundo reportagem publicada na noite desta quarta (22), funcionários do governo americano teriam afirmado que estão agora analisando essas informações, que incluem, entre outras provas, gravações telefônicas e registros de encontros e viagens.

Esses dados "levantam suspeitas" de investigadores do FBI de que houve, de fato, uma coordenação para vazar documentos de lideranças democratas antes das eleições. "Os funcionários, porém, disseram que a informação não é conclusiva e que a investigação ainda está sendo feita", diz a CNN.

Na última segunda-feira (20), o diretor do FBI, James Comey, admitiu, pela primeira vez, que a polícia federal também está investigando as possíveis ligações de membros da equipe de campanha de Trump com Moscou, como parte das investigações sobre a tentativa russa de influenciar as eleições de novembro.

Em audiência no Comitê de Inteligência da Câmara, entretanto, o diretor do FBI disse que muitas informações que são vazadas para a imprensa não são corretas e são feitas por funcionários que não tem conhecimento de todo o processo.