Jornalista dos EUA chora ao vivo ao ler notícias sobre crianças detidas por Trump

1 / 1
2 - Jornalista dos EUA chora ao vivo ao ler notícias sobre crianças detidas por Trump

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A jornalista Rachel Maddow, apresentadora da rede MSNBC se emocionou ao vivo durante o telejornal noturno da emissora nesta terça (19). Ela noticiava a decisão do governo Trump de deter crianças e bebês filhos de pais migrantes ilegais em centros de detenção isolados de sua família. 

"Isso é inacreditável", disse a jornalista enquanto lia a notícia. Maddow interrompeu a leitura e, emocionada, fez um sinal de negação com as mãos. A âncora retomou sua fala e percebeu que não conseguiria terminar. "Acho que vou ter que interromper isso. Desculpem", disse ela, chamando o jornalista que estava com um link ao vivo fora do estúdio, no Texas.

Essas crianças chegaram aos EUA com os pais ou guardiões legais, que foram processados por travessia ilegal da fronteira e enviados a prisões federais -algo que não ocorria antes do governo Trump. Crianças, por lei, não podem permanecer nesses estabelecimentos, e por isso são encaminhadas a abrigos espalhados pelo país.

Oito crianças brasileiras estão isoladas nestes centros de detenção. Ao todo, são mais de 2.000 jovens detidos. Os dados são das últimas seis semanas, período que coincide com o início da política de tolerância zero da administração de Donald Trumpcom a travessia ilegal da fronteira. 

Em seu Twitter, Rachel Maddow comentou o ocorrido. "Novamente, eu peço desculpas por perder o controle por um momento. Não era o que eu planejava fazer, nem de longe."