2 meses antes da posse, deputados bolsonaristas querem 'impeachment' de Lula

Aliado de Bolsonaro, deputado eleito André Fernandes já fala em articular um impeachment contra o presidente eleito Lula (PT). (Foto: Reprodução/Twitter)
Aliado de Bolsonaro, deputado eleito André Fernandes já fala em articular um impeachment contra o presidente eleito Lula (PT). (Foto: Reprodução/Twitter)

Um deputado federal eleito pelo PL usou as redes sociais para convocar outros parlamentares bolsonaristas e lutarem pelo impeachment de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), presidente da República eleito que só tomará posse em 1º de janeiro de 2023.

André Fernandes (PL-CE) publicou no Twitter, na noite deste domingo (30), loco após a vitória petista, um vídeo em que lembra o impedimento da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), afastada do cargo em 2016. Segundo o parlamentar, é possível repetir o feito com Lula.

“Não é hora de desânimo”, inicia. “Seis anos atrás, nem existia direita no Brasil. Em 2018, Bolsonaro foi eleito contra tudo e contra todos. E de um simples presidente da República, se tornou o que é hoje: o nosso maior líder”, declara Fernandes.

“Temos a maioria na Câmara Federal. A maioria no Senado Federal. Temos governadores em estados estratégicos, como, por exemplo, Tarcisio [de Freitas (Republicanos)] em São Paulo. Temos até ministros dentro do Supremo Tribunal Federal”, adiciona.

Após o primeiro turno, somente o PL, partido do deputado eleito e de Bolsonaro, conseguiu alcançar 14 assentos no Senado e 99 na Câmara dos Deputados. Contando com os partidos aliados, o Congresso terá maioria conservadora no próximo mandato.

“Ei, psiu, a nossa guerra apenas começou”, garante Fernandes. O ex-youtuber que foi eleito na onda bolsonarista, em 2018, pede que a militância continue utilizando as camisas nas cores da bandeira do Brasil e diz que será possível ‘derrubar’ Lula.

“Como o deputado federal mais votado do estado do Ceará, convoco aqui os meus colegas deputados federais e senadores: vamos impitimar o Lula. Vamos continuar na luta pelo nosso País”, diz.

Fernandes ainda tenta uma defesa do Nordeste, região apontada como a que direciona mais votos a Lula.

“O último recado: não vamos dividir o Brasil. Parem de querer colocar a eleição do Lula no Nordeste. Apenas um terço dos votos do Lula partiu daqui do Nordeste”, afirma, pedindo união “em prol do Brasil”.

No fim do vídeo, o deputado repete lema fascista utilizado nas campanhas de Bolsonaro e sugere que estas continuarão sendo as palavras de ordem dos bolsonaristas.

O deputado federal André Janones (Avante-MG), apoiador de Lula, respondeu a publicação:

“Vocês fazem isso pra gente rir de vocês como se já não tivéssemos pra tá com um sorriso de orelha a orelha kkkkkkkk”, debochou.

Fernandes não foi o único a tentar puxar o coro de impedimento contra Lula antes mesmo da posse.

O deputado eleito de Goiás Gustavo Gayer defendeu um impeachment conjunto do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e seu vice Geraldo Alckmin (PSB) sem nenhum dos dois sequer tomar posse.

“Mais da metade do Congresso é de direita. Não vamos deixar Lula governar. Lula não vai durar muito tempo na Presidência, e falo isso como deputado federal eleito que vai trabalhar ativamente pelo seu impeachment. E nós vamos conseguir. E, se vier o Alckmin, nós vamos fazer o impeachment do Alkckmin também”, disse Gayer em um vídeo publicado na manhã desta segunda (31), nas redes sociais.