Mais de 20.000 mortos desde o início da revolta na Síria (ONG)

Mais de 20.000 pessoas, incluindo quase 14.000 civis, foram mortas em atos de violência na Síria desde o início da revolta contra o regime do presidente Bashar al-Assad, em março de 2011, indicou neste sábado o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Deste total de 20.028 pessoas, 13.978 são civis; 5.082, membros do Exército e dos serviços de segurança; e 968, desertores, indicou à AFP Rami Abdel Rahman, presidente do Observatório, com sede na Grã-Bretanha e que possui uma rede de militantes em toda a Síria.

O OSDH contabiliza como civis os homens armados que lutam contra o regime que não são soldados desertores.

As forças do regime de Bashar al-Assad efetuaram neste sábado bombardeios em sua ofensiva contra os rebeldes em Aleppo, segunda maior cidade da Síria, onde uma batalha crucial é travada.

Não é possível obter um registro a partir de fontes independentes depois que a ONU parou de contabilizar as vítimas deste conflito, no final de 2011.

Carregando...

Siga o Yahoo Notícias