2017: de volta ao Píer Mauá e mais internacional do que nunca

O Globo
·2 minuto de leitura
Mônica Imbuzeiro / Agência O Globo

No Rio Gastronomia 2017, a área externa do Píer Mauá virou um disputado espaço para lanches e bate-papo

Mônica Imbuzeiro / Agência O Globo

Depois de estrear no novo endereço em 2016, o Rio Gastronomia voltou ao Píer Mauá em sua sétima edição, realizada entre os dias 4 e 13 de agosto de 2017. Com food trucks e mesas coletivas à beira da Baía de Guanabara, mais de 30 “filiais” temporárias dos estabelecimentos mais emblemáticos da cidade, feira de produtores do estado e uma extensa bateria de aulas, palestras e oficinas, o evento turbinou a sua já robusta programação. Uma novidade foi a criação do Prato Rio Gastronomia, sugestão oferecida pelos restaurantes expositores ao preço fixo de R$ 20,00 como forma de democratizar os cardápios. No Lasai, casa de alta gastronomia do chef Rafa Costa e Silva, o público fez fila para provar as empanadas de carne e de queijo com cebola. Já no Aconchego Carioca de Kátia Barbosa, presença garantida no evento, fizeram sucesso as sugestões de arroz de porco e arroz de costela.

Após concentrar todas as suas atividades em um único lugar, o Rio Gastronomia voltou a extrapolar as fronteiras em 2017 com a realização de uma versão reduzida, paralela às atividades do Píer Mauá. No segundo fim de semana, o Vogue Square, na Barra, sediou um mini RG, com feira de produtores, quiosques dos restaurantes que integram o complexo e aulas gratuitas. A chef Tati Lund, por exemplo, falou sobre alimentação vegana, enquanto Shin Koike, embaixador da difusão da culinária japonesa no Brasil, ensinou a trabalhar cortes de wagyu, nobre raça bovina japonesa.

À beira da Baía, o público aproveitou aulas como a do trio de jurados do programa The Taste Brasil, Claude Troisgros, André Mifano e Helena Rizzo, além de chefs consagrados na cidade, a exemplo de Roberta Sudbrack e Flávia Quaresma. Entre os convidados internacionais estava Francis Malman, prestigiado cozinheiro argentino, um papa das carnes, estrela de um dos episódios da primeira temporada do programa Chef’s Table. Outro visitante ilustre foi Pedro Pena Bastos, talento da cozinha contemporânea em Portugal. Nesta edição, também chamou atenção a troca de experiências entre cozinheiros locais e refugiados. Os encontros de Elia Schramm com a síria Ana Rjab e de Ricardo Lapeyre com a camaronesa Louise Berthe foram dois destes momentos emocionantes. A programação de shows, um hit no encerramento de cada dia, levou ao palco artistas como Paulo Ricardo, Mart’nália e Moacyr Luz e o Samba do Trabalhador.